Amanda Albach, 21 anos, foi coagida a cavar a própria cova antes de ser baleada e morrer em uma praia de Santa Catarina, segundo um dos suspeitos. Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (3/12), a Polícia Civil respondeu algumas perguntas a respeito do crime chocante e confirmou a versão de um dos três suspeitos presos. A jovem desapareceu no dia 15 de novembro e foi encontrada enterrada na Praia do Sol, em Laguna, no Sul de SC.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Bruno Fernandes, Amanda morreu por volta das 22h do feriado da Proclamação da República, 15 de novembro. Ela estava hospedada na casa dos suspeitos, dois homens e uma mulher, na praia Itapirubá Norte, limite entre Laguna e Imbituba.

Ainda conforme a polícia, no domingo, dia 14, ela foi para uma festa em um beach club na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis. Na segunda, dia 15 de novembro, voltou para a praia no Sul do Estado e foi morta a tiros por um dos suspeitos.

Do NSC Total

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui