Governo do Estado instituiu o “Passaporte Equestre” para permitir o livre trânsito de equinos, asininos e muares exclusivamente no seu território.


O passaporte será emitido para participação em cavalgadas, desfiles, vaquejadas, leilões, treinamentos, concursos, provas ou qualquer outra atividade ou evento de natureza cultural, desportiva ou de lazer, e, ainda, de atividades equestre, de turismo, trabalho rural, policiamento ou auxílio terapêutico, inclusive para jumentos.

O Passaporte equestre, instituído por Lei Estadual, tem equivalência no Guia de Transporte Animal.

Roda Viva

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui