Bordado de Caicó está na vitrine das lojas Riachuelo da Avenida Paulista

Os famosos bordados de Caicó estão em exposição em uma vitrine das lojas Riachuelo na Avenida Paulista, até o próximo domingo (13) em São Paulo. A ação faz parte do #CompreDelas, movimento criado pela Meta, empresa que controla Facebook, Whatsapp e Instagram, para apoiar o empreendedorismo feminino. Graças a uma parceria entre o grupo varejista Riachuelo e o Instituto Riachuelo, com o apoio do Sebrae no Rio Grande do Norte, as bordadeiras de Caicó e região do Seridó potiguar, ganham visibilidade numa vitrine criada com produtos de pequenas empresas lideradas por mulheres.

A Diretora de Marketing de Negócios da Meta na América Latina, Débora Nitta, explica que a empresa vem desenvolvendo, há vários anos, uma série de ações, como o #CompreDelas, para apoiar o empreendedorismo feminino, mas esse movimento tornou-se ainda mais importante por conta da pandemia. “Temos um estudo global na Meta que mostra que o impacto da covid-19 foi maior para empresas de mulheres ou pessoas pertencentes a minorias. Por isso, seguimos trabalhando para incentivar as pessoas a comprarem da pequena empreendedora”, conta a executiva.

Além de mulheres que usam as ferramentas da Meta para vendas dos seus produtos, a ação contemplará as Bordadeiras de Caicó, dedicadas à arte típica do sertão do Rio Grande do Norte, apoiada pelo Instituto Riachuelo, que tem como objetivo o desenvolvimento socioeconômico da região por meio da geração de trabalho e renda. Essas artesãs receberão ainda um treinamento com foco em uso de ferramentas de marketing digital para promover negócios, proporcionado pela equipe Meta em parceria com o Instituto, a fim de auxiliá-las na potencialização das vendas dos seus trabalhos.

“A Riachuelo coloca a mulher como centro do negócio há 75 anos e tenho orgulho em participar desse projeto e acompanhar de perto o empenho dessas mulheres em prol de seu trabalho e de sua arte, trazendo trabalho, renda e dignidade para suas famílias. Estamos felizes em dar visibilidade para que essas pequenas empreendedoras amplifiquem o alcance de seus negócios, e mais contentes ainda em saber que as Bordadeiras de Caicó, assistidas pelo Instituto Riachuelo terão a oportunidade de aprender a gerenciar suas lojas nas redes sociais.”, comenta Marcella Kanner, head de comunicação e marca da Riachuelo e Diretora de Comunicação do Instituto Riachuelo. A ação começou dia 8, para celebrar o Dia Internacional da Mulher. 

“Temos um estudo global na Meta que mostra que o impacto da covid-19 foi maior para empresas de mulheres ou pessoas pertencentes a minorias. Notamos que as PMEs lideradas por mulheres tinham maior tendência a reportar uma piora na performance de vendas, devido a diversos fatores, principalmente a maior carga com cuidados com filhos e com a casa. Por isso, seguimos trabalhando para incentivar as pessoas a comprarem da pequena empreendedora”, conta a executiva.

Além do trabalho da Casa das Bordadeiras, estarão em destaque empreendedoras como Daniela Petroni, da Puzzle Me, que faz quebra-cabeças personalizados e 5% do valor é doado para ONGs de causas femininas; Aline Neumann, da Afrotik Acessórios, empreendedora preta que cria joias com foco na ancestralidade africana; Graziella Luzini, da Entre Paredes, que faz cartões, quadros, planners,  entre outras artes delicadas e personalizadas e Gabi Spirandelli, da Home.Lab – Soaps & Co, empresa focada no autocuidado e fabricação de aromas para ambientes e sabonetes artesanais.

O Sebrae no Rio Grande do Norte desenvolveu um site denominado Artesanato do RN que tem o objetivo de valorizar, divulgar e fomenta os trabalhos de artesãos que produzem peças nas mais variadas tipologias. (http://artesanatodorn.com.br/) “Criamos um site e uma identidade visual para divulgar as tipologias do Artesanato do Rio Grande do Norte.

Inicialmente disponibilizamos os contatos das cooperativas de bordadeiras de Caicó e Timbaúba dos Batistas, principais produtores do bordado no Seridó. Estão em destaque alguns produtos que as bordadeiras já comercializam, o contato de cada artesã e a ficha técnica dos produtos”, explica Ana Ubarana, gestora do projeto Economia Criativa do Sebrae-RN.

Sobre o #CompreDelasEm março do ano passado, a Meta lançou o movimento #CompreDelas com o objetivo de apoiar o fortalecimento e sobrevivência de negócios liderados por mulheres no Brasil e na América Latina. A ideia é mostrar que, quando uma mulher tem autonomia e independência financeira, ela também tem mais poder de decisão nos aspectos sociais e econômicos de sua  vida, causando um impacto nos âmbitos individuais e coletivos à medida que atinge a jornada de outras mulheres e de suas comunidades. O #CompreDelas está sob o guarda-chuva do #ElaFazHistória, programa global mantido pelo Facebook desde 2016, e que busca contribuir para diminuição dos efeitos da desigualdade de gênero na vida de empreendedoras.

Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.