Conta de energia mais baixa ? Entenda o desconto concedido pelo Governo Federal

A conta de energia elétrica do mês de janeiro de 2022 veio com uma excelente notícia para alguns consumidores: uma redução significativa no valor da fatura. Em alguns casos, o abatimento chegou perto de R$ 100. Em outras situações, o cliente pagou em janeiro metade do que costuma pagar de energia.

A boa notícia tem uma explicação. Segundo a Cosern, concessionária de energia do Rio Grande do Norte, os consumidores que receberam o desconto na conta de energia foram, na verdade, beneficiados com um desconto concedido pelo Governo Federal. A Cosern só repassa o abatimento para os clientes.

Os consumidores tiveram acesso ao benefício porque conseguirem economizar energia entre setembro e dezembro de 2021 na comparação com o mesmo período de 2020. O bônus veio na conta de luz de janeiro.

O programa de desconto na conta de luz foi anunciado pelo Governo Federal em agosto do ano passado, quando a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também divulgou a criação de uma nova bandeira tarifária que prevê uma taxa de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

A redução mínima no consumo para ingressar no programa era de 10%, e o pagamento do bônus foi limitado a 20% de redução.

Entenda como funciona esse bônus na conta de luz
Atingida a meta de redução (no mínimo 10%), o consumidor teve direito a um bônus de R$ 0,50 por quilowatt-hora (kWh) do total da energia economizada entre setembro e dezembro de 2021 em relação ao mesmo período de 2020, diz a Aneel. O Ministério de Minas e Energia dá o seguinte exemplo:

Se uma família consumiu 120 kWh em setembro, 130 kWh em outubro, 110 kWh em novembro e 140 kWh em dezembro de 2020, a sua média foi de 125 kWh em 2020. Se a família consumiu 105 kWh em setembro, 110 kWh em outubro, 100 kWh em novembro e 110 kWh em dezembro de 2021, seu consumo médio durante a apuração do programa foi de 106,25 kWh.

Essa família reduziu, portanto, 15% o seu consumo em relação à média dos mesmos meses do ano passado. Ao final do programa, a família teve direito de receber R$ 37,50 a título de bônus.

Segundo a Aneel, os consumidores aptos a receber o bônus foram os da baixa tensão (grupo B) e os de média e alta tensão (grupo A), apenas das classes de consumo residencial, industrial, comércio, serviços e outras atividades, rural e serviço público, incluindo aqueles residenciais com benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica.

 

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.