Corpo de homem é achado dias depois de cabeça ser jogada em rua

Foi encontrado na tarde desta segunda-feira (13/12) o restante do corpo de Jonas da Silva Araújo, 24 anos, que teve a cabeça arrancada e jogada em uma rua de Iranduba na noite do último sábado (11/12). Os restos mortais da vítima estavam em uma cova rasa, cavada em uma área de mata no Distrito de Cacau Pirera, e foi achado por familiares, que vinham fazendo buscas.

As autoridades foram acionadas, e com auxílio da Companhia Independente de Polícia com Cães da Polícia Militar do Amazonas (CIPCães) foi confirmada a presença do corpo no local. O corpo foi removido e entregue ao Instituto Médico Legal (IML), para ser trazido até a sede do Instituto em Manaus. A equipe da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba também esteve no local da ocorrência para continuar com as investigações.

A suspeita é que Jonas, que era conhecido também como Neguinho, tenha sido vítima do “tribunal do crime” da cidade, mas não foram repassadas informações do que teria motivado a morte dele. Segundo a polícia, o município de Iranduba vive uma guerra por território entre facções criminosas.

Cabeças encontradas

A cabeça de Jonas foi encontrada dentro de um saco plástico na rua Deputado Silas Câmara, bairro Morada do Sol, na noite do último sábado (11), por volta de 20h30.

Segundo as testemunhas, um veículo de placas e características não informadas pelos mesmos, passou no local, e um dos ocupantes jogou a sacola com a cabeça e fugiram.

Um vídeo que circulou na internet no mesmo dia, mostra o momento em que um homem é degolado e criminosos comemoram. A família reconheceu que se tratava de Jonas e desde então tentava localizar o corpo na mata.

Além do caso de Jonas, uma outra cabeça foi encontrada no dia 4 de dezembro, no bairro São Francisco, mas a população não soube informar como o resto humano foi parar no local.

Do Manaus Alerta

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui