Disney volta atrás e inclui beijo entre mulheres em filme

Após  funcionários da Pixar denunciarem a censura na criação de personagens LGBTQIAP+ em filmes do estúdio e da Disney, a empresa voltou atrás e vai incluir um beijo entre pessoas do mesmo sexo. Segundo a revista estadunidense Variety, a cena vai acontecer em “Lightyear”, filme com estreia prevista para este ano e inspirada na história de Buzz Lightyear, personagem de “Toy Story”.

Por meio de uma carta aberta, os funcionários afirmaram que executivos das empresas barraram afeto homossexual nos filmes. A polêmica do boicote a representatividade LGBT nas histórias da Disney e da Pixar surgiu após vira a público a doação de US$ 25 milhões, o equivalente a R$ 125,4 milhões feita por Bob Chapek, CEO da Disney, ao projeto que deseja proibir educação sexual nas escolas da Flórida, nos Estados Unidos. 

Após essas polêmicas, um beijo entre duas mulheres foi incluído novamente no filme “Lightyear”. Na história, a personagem Hawthorne tem uma relação com uma mulher e uma cena de beijo entre elas havia sido cortada, mas foi reintroduzida no roteiro.

Ao longos dos 27 anos de existência da Pixar, houve apenas representações pequenas e ambíguas de personagens LGBTs nas animações. Em filmes como “Toy Story 4”, “Procurando Dory” e “Soul” é possível ver casais do mesmo sexo ao fundo nas histórias. Já em “Dois Irmãos”, uma personagem ciclope diz ter uma namorada.

Na carta aberta feita pelos funcionários, eles relataram que as equipes criativas tentaram ao longo de anos emplacar representatividade LGBT nos filmes da Disney e da Pixar. Porém, executivos teriam barrado ideias grandes e pequenas.

A censura teria acontecido inclusive em elementos de pouca importância em filmes. Bandeira de arco-íris teriam sido removidas de cenário e teriam acontecido pedidos para apagar casais do mesmo sexo das cenas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.