Apesar de ter convocado reunião para discutir a volta do atendimento de urgência cardíaca em Natal, bem como a retomada de cirurgias eletivas, o prefeito da cidade, Álvaro Dias, não chegou a acordo com representantes de hospitais. Uma nova reunião na próxima semana é aguardada para encaminhar um acordo.

Após a reunião, o município divulgou nota à imprensa em que afirma que o serviço não está suspenso e que seguirá em operação até a negociação ser fechada.

Mas não é isso que está realmente acontecendo.

Representantes dos hospitais ouvidos pelo Blog do BG confirmaram que o atendimento cardiológico segue suspenso.

É o caso do Hospital Rio Grande, cujo superintendente deu declaração em sentido oposto ao que foi divulgado pela prefeitura.

“Não confirmamos acordo com prefeitura e cardiologia continua parada. Estamos aguardando uma segunda reunião, marcada para a próxima terça-feira, e que uma proposta ficou de ser analisada pela Prefeitura. Até lá, os serviços seguem suspensos”, explicou Antonio Linhares

O contrato que o hospital tem com o município está em dia por causa de conciliação tributária, mas o atendimento cardiológico especificamente foi contratado através de parceria com outro hospital, o Incor. É o atraso nesse instrumento que levou tanto Incor quanto Rio Grande a suspenderem o atendimento afetado.

Os seguintes hospitais estão com atendimento paralisado: Hospital do Coração, Hospital Rio Grande, Paulo Gurgel e Hospital Memorial.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui