Uma mulher de 34 anos foi morta pelo ex-companheiro com 59 facadas em Samambaia, no Distrito Federal. A vítima do feminicídio tinha indícios de uma gravidez de quatro semanas e o criminoso, que estava foragido, se entregou à polícia. O casal tem um filho de sete anos.

A relação entre o casal era conturbada e o crime foi motivado por ciúmes, segundo a polícia. Drielle Ribeiro e o homem identificado como Juvenilton voltavam de uma festa no momento da violência, ainda de acordo com as investigações, que apontaram lesões nos braços, indicando possível luta corporal.

Imagens registradas por câmeras de segurança mostram o criminoso dentro de casa pegando roupas para fugir após o feminicídio. O homem afirmou que começou a brigar com Drielle no meio da rua, quando voltavam da festa, quando ela tirou uma faca do bolso para atacá-lo e que ia acionar a polícia em uma nova ocorrência de agressão.

Ela chegou a pedir socorro, mas os dois continuaram discutindo. Durante a briga, o feminicida pegou a arma da mulher e disse que a esfaqueou para se defender ? foram 59 golpes.

O criminoso escondeu a faca em um bueiro e a polícia investiga se Drielle estava grávida. Um exame de necrópsia apontou indícios de uma gravidez de quatro semanas, mas o laudo definitivo deve sair em 30 dias. Se o resultado for positivo, Juvenilton também poderá responder pela morte do feto.

Do SBT News

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui