Ministro visita nova estação e vistoria obras da Linha Branca da CBTU em Parnamirim (RN)

Investimentos federais no trecho que contempla o município da Grande Natal é de R$ 17,2 milhões. Em toda a malha da Região Metropolitana, o aporte do Governo Federal é de R$ 73,1 milhões

Brasília (DF) – O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, visitou neste sábado (5) a Estação Boa Esperança da Linha Branca da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) na Grande Natal, no Rio Grande do Norte. A infraestrutura, localizada na cidade de Parnamirim, será inaugurada nesta terça-feira (8).


Marinho destacou o impacto positivo da nova linha para os usuários do sistema de transporte público, além da possibilidade de estimular a economia em torno da linha férrea.

“A vantagem do trem em relação a outros meios de transporte público é que ele tem regularidade, o horário é cumprido integralmente. Você tem segurança, conforto e, sobretudo, uma economia de tempo que se reflete na melhoria da sua qualidade de vida. Isso vai significar um vetor de desenvolvimento e de integração para a Região Metropolitana de Natal”, destacou o titular do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

A Estação Boa Esperança é a primeira da Linha Branca. O trecho I dessa linha vai atender o perímetro urbano de Parnamirim, com 3,4 quilômetros de via férrea. O investimento nesse trecho é de R$ 17,2 milhões. Ao todo, a construção dessa etapa está 75% concluída.

Rogério Marinho também fez uma visita para acompanhar o andamento das obras da Estação Cajupiranga – ponto final da Linha Branca em Parnamirim. Ele fez o deslocamento até o local pelos trilhos da Linha Branca a partir da Estação Boa Esperança.


As obras da Linha Branca, que vai contar com três trechos ao todo, foram iniciadas em fevereiro de 2021 e beneficiarão 7 mil passageiros. Serão construídos 23,4 quilômetros de vias, com quatro novas estações a partir de Parnamirim, passando por São José de Mipibu e chegando até Nísia Floresta. O investimento federal é de R$ 58,3 milhões.

O vendedor Moisés Pinheiro, de 47 anos, é morador de Parnamirim e afirmou que a ampliação da linha férrea da CBTU na Grande Natal vai beneficiar a população e vai representar uma economia para os usuários do transporte público.

“É uma ótima obra para nós de Parnamirim, que dependemos de ônibus e tem a passagem muito cara. Para nós, que vivemos aqui e trabalhamos na capital, vai ajudar muito, principalmente pelo valor da passagem”, disse.

A construção dos trechos II e III deverá ser concluída até o fim deste ano. As duas etapas contam com R$ 41 milhões em investimentos federais e estão com 25% de execução.

“Esta é uma obra muito importante para a cidade e um marco para a mobilidade de Parnamirim”, afirmou o prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira.

A CBTU no Rio Grande do Norte transporta, em média, 11,6 mil pessoas por dia. O sistema conta com 56,6 quilômetros de linhas férreas e 23 estações.

Linha Roxa

A construção da Linha Roxa da CBTU na Grande Natal teve a pedra fundamental lançada em setembro de 2021. Com aporte de R$ 14,8 milhões do Governo Federal, o empreendimento contempla a instalação de 4,1 quilômetros de trilhos e a construção de três estações: BR-101 Norte, Guararapes e Vicunha. A previsão é que 2 mil pessoas sejam atendidas diariamente pelo ramal. As obras estão 40% concluídas.

Com a construção das Linhas Branca e Roxa, a malha ferroviária da Grande Natal se tornará a mais extensa do Nordeste e a terceira maior do País – atrás apenas das Regiões Metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro. O investimento federal em toda a malha da capital é de R$ 73,1 milhões.

Nova estação em Natal

Também neste sábado, foi assinado um termo de compromisso entre o MDR, a CBTU e um shopping de Natal para a implantação de uma nova estação da CBTU na capital do Rio Grande do Norte. A futura Estação Potengi será custeada pelo centro comercial e integrará a Linha Norte da Companhia Brasileira de Trens Urbanos.

 

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.