Câmeras de segurança flagraram o momento em que um homem de moto assedia uma mulher em Itaúna, cidade do Centro Oeste de Minas, na tarde desta segunda-feira (21). A filmagem mostra que logo depois de uma mulher atravessar a praça José Beghini, no Bairro Nogueirinha, o homem aperta as nádegas da jovem.

Assustado com o gesto do motoqueiro, a mulhere se vira, aparentemente xinga o homem e segue em frente apressada enquanto o agressor vira a esquina com a moto e segue ‘tranquilamente’ na Rua Rubens de Carvalho. Ataques do tipo já vem acontecendo em Itaúna há algum tempo. No final de agosto e no início de setembro, duas mulheres já haviam sido agredidas nas partes íntimas por um homem de moto.

Os relatos são semelhantes: o abusador aborda mulheres em uma motocicleta prata, as agride na região íntima do corpo e foge em alta velocidade. Na época não foi possível identificar o agressor em ação como aconteceu no flagrante desta segunda-feira.

Comunicado da Polícia

No início da manhã desta terça-feira (21), a PM emitiu um comunicado sobre a ocorrência informando que procura pistas do agressor e pedindo ajuda da população para elucidar o caso. Confira abaixo, na íntegra:

Importunação Sexual

Segundo a vítima, mulher de 19 anos, caminhava pela Rua Otávio de Brito, Bairro Nogueirinha, Itaúna, por volta das 19:35h de 20/12/2021, quando um indivíduo, em uma motocicleta, aproximou-se por trás, e com um das mãos lhe apertou na região das nádegas, evadindo em seguida.

A vítima ficou assustada e não soube repassar mais informações. Contudo, por imagens de câmera de segurança, foi possível verificar que a motocicleta é cinza ou prata, o autor é branco e trajava calça jeans na cor azul, capacete cor preto e uma bolsa em formato triangular às costas.

A PMMG solicita a quem possuir informações que possam auxiliar no esclarecimento desse delito que denuncie através do 190, do Disque Denúncia Unificado (DDU 181) ou diretamente na Unidade Policial mais próxima.

A Polícia Civil foi procurada pela reportagem, mas ainda não se manifestou sobre o assunto.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui