SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Uma mulher precisou amputar o braço após ser atropelada por um trem turístico, na tarde do último sábado (9), em Campinas (99 km de SP), segundo a Polícia Civil.

Trem turístico na Avenida Ivan de Abreu Azevedo, em Campinas – Divulgação

No momento do acidente, que ocorreu na avenida Ivan de Abreu Azevedo, a vítima, que tem 23 anos, e uma outra mulher, de 28, caminhavam pelos trilhos da linha férrea. Uma delas consegui pular de uma ponte antes da chegada da Maria Fumaça, que faz o trajeto Campinas a Jaguariúna, enquanto a outra foi atingida pela locomotiva.

Segundo o boletim de ocorrência, o maquinista alegou que estava conduzindo o trem turístico com passageiros em seu interior e que, ao avistar as vítimas caminhando sobre a ponte, que possui cerca de 30 metros de comprimento e 10 metros de altura, acionou os freios da locomotiva e o sinal sonoro. Mesmo assim, não houve tempo de parar a Maria Fumaça.

Em estado grave, devido a traumatismo craniano, a jovem atropelada foi socorrida pelo helicóptero Águia da Polícia Militar e conduzida até o hospital das Clínicas, na capital paulista. Houve ainda a necessidade de amputação do braço direito, de acordo com o boletim de ocorrência. Já a mulher que conseguiu pular da ponte sofreu um trauma nas costas. Ela foi socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) a uma unidade de saúde da região.

O caso foi registrado como atropelamento no plantão do 1° DP de Campinas.

A reportagem procurou a ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária) responsável pelo passeio turístico, tanto por telefone como mensagem de texto, mas não conseguiu contato com seus representantes.

Da Folha

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui