NO MESMO DIA: Pastor Roberto tinha sido preso, autuado em flagrante, liberado após pagamento de fiança e morto ao chegar em Assú

Segundo informações da PM, o pastor Roberto Farias, havia sido preso, durante a tarde de ontem (05), por suspeita de receptação e conduzido à Delegacia de Plantão em Mossoró e apresentado ao delegado Valtair Camilo de Paiva.
A autoridade policial analisou a situação e decidiu por lavrar o auto de prisão em flagrante em desfavor do Pastor Roberto, por crime tipificado no artigo 180 (receptação).

O Pastor teria pago fiança e em seguida foi liberado para responder o crime em liberdade e ao chegar em Assú, após deixar a delegacia em Mossoró, o carro em que ele viajava foi interceptado por criminosos, que o mandaram descer do veículo e quando assim ele o fez, foi morto a tiros.

Um dos suspeitos pelo crime foi preso em flagrante na comunidade de Acauã, zona rural da cidade de Itajá e confessou o crime. O suspeito por nome Jadson Bruno Fernandes Nóbrega, 22 anos de idade disse a polícia que o pastor, teria tentado contra sua vida, e em razão disso, teria o matado com tiros de revólver calibre 38.
Ainda não há informações oficiais sobre a motivação do crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.