Nota de repúdio

Eu, como ativista cultura e histórico, repudio toda forma de barramento ou impedimento da cultura ou artistas da cidade de Carnaubais.

Hoje, na volta de Açu para Carnaubais, presenciei uma observação de um dos motoristas que chamou atenção de quadrilheiros de carnaubais que depende do ônibus para ensaiar na quadrilha “Oxe Menina ” da cidade do Assu.

O motorista chamou a atenção porque o ônibus estava lotado e que tinha duas alunas em pé, e que ia falar com o secretário de educação para ver isso, porque não podia acontecer.

A pergunta que fica: Cultura não é educação?

Outra vez presenciei músicos da filarmônica da cidade impedidos de tocar em outra cidade porque só tinha dois alunos para ir para Assu e 6 músicos e o ônibus só foi porque os alunos reclamaram. Até quando vamos passar por esses constrangimentos?

Os jovens vão para outra cidade, porque a cultura na cidade ainda não está sendo valorizada. Melhor ter jovens ocupados numa quadrilha junina, do que usando drogas ou coisa pior, que é no caso de outras cidades onde a cultura também não é valorizada.

Não estou criticado o motorista, nem mesmo outras pessoas.

Só repúdio a falta de um carinho maior pelos artistas da cidade, seja dança, teatro, filarmónica, grupos de capoeira, etc..

Valorizem os jovens no caminho das artes, não deixem os jovens no caminho do crime!

Lucas Amorim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.