Os Estados Unidos autorizaram, de maneira emergencial, nesta quarta-feira (22) o uso da pílula Paxlovid contra a Covid-19, desenvolvida pela Pfizer para pessoas do grupo de risco maiores de 12 anos. Aprovação chega em momento em que o número de casos da variante Ômicron no país não para de subir, ameaçando as festas de fim de ano.

Os Estados Unidos já acordaram comprar 10 milhões de tratamentos no valor de 5,3 bilhões de dólares aproximadamente. Os primeiros 265.000 serão entregues em janeiro e o restante até o meio do ano que vem, informou o coordenador da Casa Branca para a pandemia, Jeff Zients, em comunicado.

“A autorização de hoje apresenta o primeiro tratamento contra a Covid-19 em forma de pílula, ingerida por via oral”, disse a cientista da FDA Patrizia Cavazzoni em um comunicado.

“Esta aprovação proporciona uma nova ferramenta para lutar contra a Covid-19 em um momento crítico da pandemia, no qual estão surgindo novas variantes”, disse a funcionária da FDA.O

organismo enfatizou que o tratamento deveria complementar e não substituir as vacinas, que continuam sendo a ferramenta de primeira linha no combate ao coronavírus

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui