Shopping basket with fresh food. Grocery supermarket, food and eats online buying and delivery concept. 3d illustration

Um morador da capital paulista que recebe até um salário mínimo (de
R$ 1.100 em 2021) trabalha aproximadamente 15 dias para pagar uma cesta básica no valor médio de R$ 640,51. Isso significa que metade do mês de trabalho é destinado à compra de itens básicos para a alimentação.

O cálculo integra estudo do Conjuscs (Observatório de Políticas Públicas,
Empreendedorismo e Conjuntura da Universidade Municipal de São Caetano do Sul), que acompanha o preço de 13 itens da cesta. Os dados da cidade de São Paulo foram levantados com exclusividade para o Agora.

Os alimentos são um dos principais vilões no bolso do consumidor no último ano. Tanto que nos 12 primeiros meses encerrados em agosto, o grupo acumula encarecimento de 13,94%, de acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Jefferson José da Conceição, coordenador do Conjuscs, explica que o
aumento dos itens que compõem a cesta básica é causado por um conjunto
de fatores, como a pandemia, a alta do dólar e o incremento no preço da
energia elétrica e dos combustíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui