Um hospital de Israel iniciou nesta 2ª feira (27.dez.2021) um estudo para averiguar os efeitos de uma 4ª dose da vacina contra a covid-19. O teste envolveu a aplicação do imunizante em 150 servidores do sistema de saúde israelita que receberam a 1ª dose de reforço há pelo menos 4 meses, segundo informações do NY Times.

A previsão é que os resultados da pesquisa conduzida pelo Centro Médico de Sheba (Sheba Medical Center, em inglês), próximo à Tel Aviv, sejam enviados ao Ministério da Saúde de Israel em duas semanas.

O estudo é uma resposta do país ao avanço da ômicron, que aumentou o número de internações hospitalares em Israel, embora em números proporcionalmente menores em comparação à onda causada pela variante delta. Até o momento, o Ministério da Saúde do país não indicou se irá autorizar a 4ª dose para além de imunossuprimidos e idosos acima dos 70 anos.

“A grande questão é: o quão significativa é a ômicron? Está claro para todos que ela é muito contagiosa. Mas a questão mais importante é se causa sintomas graves”, disse Gili Regev-Yochay, responsável pelo estudo do hospital de Sheba.

Poder360

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui