O Rio Grande do Norte registrou um Produto Interno Bruto (PIB) de 1,2% em 2021, o segundo pior do Brasil, ficando à frente apenas da Paraíba que foi de 1%, segundo o Valor Econômico.

A projeção para 2022 é de um PIB ainda menor (0,8%), segundo a Tendências Consultoria. Dezoito das 27 unidades da federação devem ter crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) superior ao do Brasil em 2022, segundo projeção da Tendências Consultoria.

Só que os entes com pior desempenho são os de maior peso na economia brasileira e por isso puxam o resultado para baixo. São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Distrito Federal, que respondem por quase metade da riqueza nacional (46%), devem ter menor dinamismo este ano, com taxas entre -0,2% (Santa Catarina) e 0,2% (São Paulo).

Para o Brasil como um todo, a estimativa da consultoria é de um crescimento de 0,5% em 2022.

Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui