TSE lamenta o falecimento do indigenista Bruno da Cunha Araújo Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lamenta, com profundo pesar e consternação, o falecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips. Ambos estavam desaparecidos na região do Vale do Javari (AM), desde o domingo (5).

Acima de tudo, o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, juntamente com os ministros e ministras que integram a Corte Eleitoral, se solidarizam com os familiares de Bruno e Dom, e enviam os mais sinceros sentimentos pelo trágico desfecho. O ministro Fachin reforça ainda que é imperativo constitucional que a sociedade e o Estado respeitem os povos tradicionais.

Com a morte trágica de Bruno e Dom, perdem os familiares e também perde a democracia, a imprensa, perdem todos. Um país só se faz dignamente com respeito, paz e justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.