“Passou a achar que era dono do Ministério”, diz Bolsonaro ao criticar a postura de Moro no governo

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro criticou, nesta segunda-feira, (10) a postura de Sergio Moro à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Em entrevista exclusiva ao Morning Show, da Jovem Pan, o chefe do Executivo federal afirmou que o ex-juiz da Operação Lava Jato “passou a achar que era dono” da pasta.

Pré-candidato do Podemos à Presidência da República, Moro deixou o governo federal em abril de 2020 e acusou Bolsonaro de tentar interferir politicamente na Polícia Federal . Por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o inquérito que apura as denúncias foi prorrogado por mais 90 dias.

“Para todos os ministros eu falei ‘vocês podem formar o ministério, mas eu tenho o poder de veto. Você botou esse secretário, não [vai ficar] por causa disso’. Tira o cara fora ou não admite o cara. Contraponto já tem com a imprensa, não tem que botar gente lá dentro para dar pancada em você, pegar o que acontece lá e jogar para imprensa. Possivelmente, isso ia acontecer. Ele passou a achar que era o dono do ministério”, disse Bolsonaro.

Ainda de acordo com o presidente da República, Moro só aceitaria trocar o então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, se fosse indicado para a vaga do ministro Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal.

 

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.