Sinal de celulares levados por fugitivos apontou presença na divisa do RN com CE

O último ponto de localização registrado no sábado (17) através dos celulares levados pelos fugitivos da penitenciária de Mossoró apontou que Rogério Mendonça e Deibson Nascimento estavam próximos a divisa do Rio Grande do Norte com o Ceará.

Nos dias seguintes, os agentes de segurança que estão atuando nas buscas não conseguiram mais identificar movimentação. A suspeita dos investigadores é que os telefones tenham ficado sem bateria.

Os dois celulares foram roubados de moradores de uma casa invadida pelos detentos na sexta-feira (16). Durante o crime, eles se alimentaram na residência, pediram para entrar nas redes sociais e também assistiram notícias sobre a fuga deles.

A casa que foi alvo dos dois fugitivos fica a cerca de três quilômetros da Penitenciária Federal de Mossoró, na comunidade de Riacho Grande.

Este é o sétimo dia de buscas pelos dois homens que fugiram do presídio de segurança máxima localizado na capital do Oeste. Mais de 500 homens das forças de segurança estaduais e federal atuam na força tarefa.

Nesta segunda-feira (19), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, autorizou o uso da Força Nacional em Mossoró. De acordo com a pasta, serão enviados 100 agentes e 20 viaturas para o local. Eles devem chegar na cidade ainda nesta terça-feira (20).

As buscas se concentram no município de Baraúna, que fica na divisa com o Ceará. Helicópteros, drones, cães farejadores e barreiras estão sendo utilizados para chegar até os fugitivos.

Funcionários do presídio de Mossoró estão sendo ouvidos pela corregedora da Senappen, Marlene da Rosa para apurar eventual responsabilidades na fuga. Os interrogatórios estão sendo conduzidos pela equipe da corregedoria.

Deixe um comentário