Cantora relata maus-tratos da equipe de Wesley Safadão com dançarinas

Ex-cantora dos grupos Forro Real e Garota Safada, Gil Mendes expôs os bastidores do trabalho com o cantor Wesley Safadão. Ela afirmou que passou por situações machistas por parte do artista e de outros membros da equipe do vocalista.

Em entrevista ao IELCAST, nessa quinta-feira (16/6), Gil afirmou que nenhuma das mulheres podiam usar o banheiro do ônibus. Apenas Wesley Safadão era autorizado, enquanto as meninas precisavam pedir para parar quando quisessem usar o sanitário.

“As dançarinas não podiam ir no banheiro da banda, elas tinham que pedir para parar para fazer xixi. E eu não acreditava nisso”, disse ela, referindo-se ao Forro Real.

“Tem motorista que se acha dono do ônibus, aí eles não querem ter trabalho, tem muita menina que é desorganizada, deixa tudo bagunçado… E aí ficou nessa tradição. A menina ia pra estrada igual vaca. Ia mijar na estrada igual vaca”, contou ela.

Ela ainda afirmou que no Garota Safada, outro grupo que tinha Safadão como vocalista, acontecia a mesma coisa: “Quando eu fui para Garota [Safada] era a mesma coisa, só o Wesley usava o banheiro.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.