Mulher é morta por atendente de padaria após reclamar da qualidade do pão nas redes sociais.

A atendente de uma padaria de Betim (MG), Patrícia Ferreira, de 42 anos, foi presa depois de confessar ter matado uma cliente do estabelecimento. O desentendimento entre as duas teve início nas redes sociais, quando Ana Amaral, de 34 anos, fez uma publicação reclamando da qualidade do pão oferecido no local.

O crime aconteceu na noite do último sábado (22), quando a vítima estava em uma confraternização em um bar. Patrícia feriu Ana com uma faca. As perfurações atingiram os braços, um dos punhos, um ombro e o tórax da vítima. Ela foi socorrida pela própria irmã, que a levou para uma Unidade Básica de Saúde de Betim, onde morreu.

Ao ser abordada pela polícia, Patrícia confessou o crime e disse que passou a andar pelo bairro com uma faca na cintura depois do desentendimento entre as duas nas redes sociais.

No dia 12 de julho, Ana Amaral publicou em sua conta no Facebook alguns vídeos mostrando pontos pretos nos pães comprados por ela na padaria. A consumidora alegou que o produto veio com carrapatos e sujeira.

A cliente chegou a gravar o momento em que foi ao estabelecimento reclamar da qualidade do produto e as acusações foram negadas por uma funcionária. O conteúdo foi compartilhado na mesma publicação.

Nos comentários, Patrícia defende que a padaria é sempre dedetizada e que as manchas não seriam carrapatos. “Isso não vai ficar assim”, conclui a atendente.

A Polícia Civil informou que o local passou por perícia e que a presa foi encaminhada ao sistema prisional, onde permanece à disposição da justiça.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *