conecte-se conosco

Mossoro

Fernandinho Beira-Mar volta para presídio federal de Mossoró

Published

on

Foto: Divulgação / Senappen

Em uma espécie de rodízio, Fernandinho Beira-Mar foi transferido do presídio federal de Campo Grande para o de Mossoró (RN). O caminho inverso foi feito por Marcinho VP, que agora está preso na capital de Mato Grosso do Sul. A transferência ocorreu nessa quinta-feira (11).

O rodízio entre os chefes de uma das facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas no Brasil é considerado questão de segurança.

A operação foi realizada pela Polícia Penal Federal Penais Federais (PPF). Além de Beira-Mar e VP, outros nove presos foram movimentados entre os presídios federais do Brasil nesta quinta. A operação de segurança reuniu quase 100 policiais penais federais.

Todos os presos transferidos são da mesma facção criminosa. A operação tem como objetivo desmobilizar a organização através do rodízio, que é uma estratégia de inteligência penitenciária entre presos de penitenciárias federais.

Por se tratar de presos considerados de alta periculosidade e com posição de liderança nas organizações criminosas, a operação envolve alto grau de complexidade e risco. As transferências foram elaboradas aos mínimos detalhes pela Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen).

Fernandinho Beira-Mar

Beira Mar cumpriu 25 anos de um total de 300 anos de prisão a que foi condenado. O traficante Fernandinho Beira-Mar, preso desde 2001, acumula penas que somam quase 320 anos de prisão por crimes como tráfico de drogas, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e homicídios.

Desde 2006, Beira-Mar está em unidades prisionais federais. Um dos maiores traficantes do Brasil, o narcotraficante alegou insanidade mental para tentar sair da cadeia em 2023, o pedido foi negado.

Em 2007, a Polícia Federal investigou o criminoso e descobriu que, apesar da vigilância, ele manteve o controle do fornecimento de drogas para favelas do Rio. A investigação da PF, na ocasião, levou 19 pessoas à prisão.

Segundo a Polícia Federal, as principais áreas de atuação de Fernandinho Beira-mar são três comunidades de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense: favela Beira-Mar, Parque das Missões e Parque Boavista.

g1

Confira as últimas notícias e atualizações do Rio Grande do Norte no Blog Alex de Olho nas Notícias. Com sede em Carnaubais, Alex traz para você o melhor das notícias locais desde 2018. Nosso compromisso é com o jornalismo verdadeiro, ético e responsável. Além disso, nosso portal é interativo, dando voz aos leitores.”

Continue lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mossoro

Corpo de homem é encontrado boiando no Rio Mossoró, na Ilha de Santa Luzia

Published

on

No início da tarde desta segunda-feira (22) populares avistaram o corpo de um homem boiando no Rio Mossoró, próximo ao antigo Cici Lanches, na Ilha de Santa Luzia.

O homem estava preso à vegetação, às margens do rio e precisou ser retirado por uma equipe do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o perito Paulo Vitor, do Instituto Técnico-Científico de Perícia, pelo estado do corpo, ele estava há, pelo menos, um dia no local. No entanto, ele afirmou que não foi possível identificar se havia marcas de violência.

Segundo ele, apenas o exame necroscópico poderá determinar o que teria provocado o óbito. A cabeça do homem estava bastante machucada, mas o perito afirmou que os ferimentos no local, assim como em outras partes do corpo, podem ter sido provocados pela ação dos próprios animais e da decomposição natural devido ao tempo na água.

Ainda segundo Paulo Vitor, o corpo também passará por um equipamento de body scan, para verificar se há projéteis.

O delegado Dênis Carvalho, da 38ª Delegacia de Polícia Civil, afirmou que não há registro de desaparecidos na cidade e que também não apareceu ninguém no local onde o corpo foi encontrado para reconhecê-lo.

Ele afirmou que aguardará a perícia do Itep com o laudo oficial da morte, para dar andamento nas investigações, caso tenha sido morte por afogamento, ou para encaminhar o inquérito para o Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), em caso de óbito por violência.

Continue lendo

Mossoro

Denúncias ‘pipocam’ sobre a gestão de Allyson Bezerra em Mossoró.

Published

on

A administração municipal de Mossoró tem enfrentado uma série de denúncias de corrupção, nepotismo e malversação de dinheiro público.

As denúncias vão desde a manutenção por mais de ano de um secretario condenado por falsificar assinatura num documento da justiça, desvio de dinheiro na secretaria de cultura com vazamento de áudio do responsável pela contratação de artistas´, contratação de parentes com sobreposição de salários, perseguição a servidores que não rezam na cartilha do prefeito, contratação de milícia privada, até superfaturamento e enriquecimento repentino.

Vereadores da oposição já protocolaram várias denúncias e reclamam que até aqui, o Ministério público não tem dado a devida atenção a esses casos.

Alguns questionam o porquê da seletividade. Outros dizem que um dos promotores de Mossoró está sempre em viagem de férias em périplos pelo mundo. Xerife

Nossa.

Continue lendo

Mossoro

Xibiu” acusado de matar escrivão da PC é executado a tiros em Mossoró, RN.

Published

on

Na madrugada desta quarta-feira (10), um jovem identificado como Valdinei Araújo Cunha conhecido como “Xibiu” foi brutalmente assassinado na Rua Dix-Sept Rosado, em frente à Loja Maçônica 24 de Junho, no Centro de Mossoró.
O crime, que ocorreu por volta da meia-noite, a vítima recebeu diversos disparos de arma de fogo.

Populares informaram a policia militar que foram ouvidos cerca de oito disparos. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas ao chegar ao local, apenas pôde confirmar o óbito do jovem.

Segundo o delegado de plantão Caetano Balmamn, que acompanhou o trabalho da perícia, a vítima era um dos suspeitos de envolvimento no assassinato do escrivão da Polícia Civil, Antônio Ferreira da Silva Júnior, crime ocorrido no dia 20 de dezembro de 2019, durante um assalto no Bairro Santo Antônio em Mossoró.

A Polícia Militar isolou a área para a realização dos procedimentos periciais. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios de Mossoró, que busca esclarecer a motivação e autoria do crime.

Escrivão morto à época.

Continue lendo

home