Oposição pede que CGU apure conflito de interesses de Jean Paul na Petrobras

Oito parlamentares da oposição ao governo Lula pediram à CGU para investigar suposto conflito de interesses na indicação do ex-senador Jean Paul Prates (PT-RN) como presidente da Petrobras. O grupo suspeita que o petista tenha relações com ao menos duas empresas privadas do setor de óleo, gás e petróleo.

Prates teria participação na Carcará Petróleo, que extrai petróleo e gás natural, e Bioconsultants Consultoria em Recursos Naturais e Meio Ambiente Ltda, especializada em recursos naturais e meio ambiente, na qual o ex-Senador é sócio por meio de uma holding. No pedido à CGU, os parlamentares dizem que matérias veiculadas na imprensa mostram as relações.

“É importantíssimo apurar se há conflito de interesses, por uma questão de governança e para proteger a Petrobras do risco de ser utilizada em benefício de interesses ou grupos privados, como ocorreu no passado”, disse o ex-promotor que denunciou Lula na Lava-Jato e deputado Deltan Dallagnol (Podemos-PR), um dos autores do pedido.

“Nossa obrigação como parlamentares é solicitar a apuração de possíveis incompatibilidades e/ou conflitos de interesse tendo em vista o que a Petrobras já sofreu em governos anteriores do PT”, acrescentou.

Além de Dallagnol, assinaram o ofício Luiz Lima (PL/RJ) , Adriana Ventura (Novo/SP), Maurício Marcon (Podemos/RS), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PL/SP), Joaquim Passarinho (PL/PA), Alfredo Gaspar (União/AL), Marcel Van Hatten (Novo/RS) e Alexandre Guimarães (Republicanos/TO).

Com informações de Veja

Related posts

Leave a Comment