Polícia faz novo cerco em área rural à procura de fugitivos após agricultores verem dupla sair de plantação no RN

A polícia fez um novo cerco a uma área rural de Baraúna, região Oeste do Rio Grande do Norte, em busca dos fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, nesta quinta-feira (29). Trabalhadores rurais relataram à polícia que viram dois homens suspeitos saírem de uma plantação, em uma área distante cerca de 30 km do presídio.

A fuga de Rogério Mendonça e Deibson Nascimento aconteceu no dia 14 de fevereiro e foi a primeira registrada na história do sistema penitenciário federal desde a criação, em 2006. As buscas pelos fugitivos – que contam com cerca de 600 agentes de segurança – entraram no 17º dia nesta sexta-feira (1).

O cerco iniciado na quinta-feira e entrou na madrugada desta sexta e ocorreu nas proximidades do Assentamento Vila Nova 2, zona rural da cidade de Baraúna, que é vizinha a Mossoró e faz divisa com o Ceará.
Os policiais foram avisados por trabalhadores das fazendas da região, que disseram ter visto, por volta das 14h, dois homens que estavam sujos saindo de uma plantação de banana e atravessando uma estrada vicinal em direção a uma área de mata.

Os trabalhadores informaram aos policiais que os dois não eram pessoas conhecidas do assentamento, o que despertou a desconfiança. Eles relataram também que antes de atravessarem a estrada, a dupla esperou uma moto passar por todo o trecho para depois sair da plantação.

Os policiais iniciaram as buscas na região com o uso de drones com sensores térmicos, helicóptero e outros aparatos tecnológicos. Dois cães farejadores seguiram rastros e deram indicativos de que os suspeitos poderiam estar na área. O cerco passou da meia-noite, mas não localizou os fugitivos.

G1 RN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *