Sumiço de relógio termina com jovem morta a tiros.

Jovem de 22 foi atingida no rosto no tórax e na mão após ser acusada de furto de um relógio. Suspeito ainda não foi encontrado

Uma jovem de 22 anos morreu após ter sido acusada de furtar um relógio, em Belo Horizonte. O assassinato aconteceu na noite dessa quinta-feira (1°/2), no bairro Goiânia. Jéssica Sabrine da Silva foi morta a tiros.

A jovem voltava para casa quando foi abordada por um homem, de 21 anos, em uma moto. Ele disparou diversas vezes contra Jéssica enquanto ela andava na rua, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com testemunhas, Jéssica não tinha nenhum tipo de envolvimento com crime e era estudante. Dias antes do crime, ela havia se encontrado com o suspeito, na casa dele.

Acusação do furto de um relógio

Após o encontro, o rapaz acusou Jéssica de furtar um relógio na residência dele e passou a ameaçá-la.

A jovem foi atingida no rosto, tórax e mão direita. O corpo foi encaminhado ao IML de BH e o suspeito do crime ainda não foi localizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chatOlá muito o
Olá muito obrigado estamos online Fale C
Jornalismo comprometido com a verdade, de forma ética e responsável. Um portal interativo, onde o leitor também tem vez e voz.