Avião escapa por pouco de míssil no território de Ruanda

As forças de Ruanda dispararam na terça-feira (24) contra um caça a jato da República Democrática do Congo (RDC). O momento em que o míssil quase atingiu a aeronave foi registrado e compartilhado por testemunhas na cidade fronteiriça de Goma, na RDC.

“Quando esta bomba explodiu seus destroços caíram em vários lugares. Eu vi os que caíram no terreno da Ceni (comissão eleitoral do Congo) e quem passava viu alguns dos destroços e pegou”, afirmou Habamungu Prince, que viu o incidente.

As autoridades ruandesas disseram que o caça havia invadido o espaço aéreo do país, o que foi negado pela RDC. O governo congolês afirmou que a atitude de Ruanda foi um ato de guerra.

“É por aqui que os aviões sempre passam. Não acho que [o caça] tenha cruzado o espaço aéreo de Ruanda. Tenho certeza de que ainda estava no nosso espaço aéreo porque passou por lá, onde todos os nossos aviões passam todos os dias”, comentou Prince.

RDC, especialistas das Nações Unidas e potências ocidentais acusam Ruanda de apoiar os radicais do grupo M23 que tomou várias cidades e aldeias no leste do Congo após combates em 2022. Os ruandeses negaram qualquer envolvimento.

Filmagem mostrando um avião de ataque congolês SU-25 sendo atingido por um presumivelmente MANPADS ruandês sobre Goma.

Os SU-25 congoleses têm sido fortemente usados contra insurgentes M23 no Congo, que recebem apoio significativo do governo ruandês. pic.twitter.com/MysxgYRyzR

— @GeopoliticaBR (@geopoliticabra) January 24, 2023

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *