Casal que teria comprado roupas para fugitivos do presídio de Mossoró tem prisão decretada.

Casal que teria comprado roupas para fugitivos do presídio de Mossoró tem prisão decretada. A busca pelos fugitivos completou 23 dias nesta quinta-feira (6).

O casal aparece em um vídeo da câmera de segurança da loja. Eles compraram bermudas, camisetas e bonés, que depois teriam sido entregues para o mecânico Ronaldo da Silva Fernandes. Ele é o dono do sítio em que Deibson Cabral Nascimento, 33, o Deisinho, e Rogério da Silva Mendonça, 35, o Martelo, ficaram escondidos por oito dias.

Os criminosos ficaram no local de 17 a 23 de fevereiro. O dono do sítio afirmou ter sido ameaçado para hospedar os fugitivos, mas acabou sendo preso pela PF.

O casal, que é procurado pela força-tarefa, teria comprado as roupas no dia 17 e levado para o mecânico. O homem teria sido preso anteriormente por roubo. A descrição das roupas usadas por Deisinho e Martelo, feita por testemunhas que os viram em fuga, batem com a das roupas adquiridas pelo casal.

Casal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *