Dupla é presa por violação de sepultura após dançar funk sobre túmulo de criança.

Duas pessoas foram presas pela Polícia Civil na segunda-feira (23) após fazerem um vídeo dançando funk sobre o túmulo de uma menina em Barro Alto, região central de Goiás. Na gravação, um deles fala que vai “gravar um negocinho aqui um tanto quanto interessante”. O crime de violar ou profanar sepultura tem pena de até três anos.

No vídeo, quatro pessoas aparecem caminhando no cemitério. Porém, na hora da violação da sepultura, aparecem apenas duas pessoas do grupo: Dione Vaz Lemes Lima e Daniela Gouveia Santos. Dione está sobre o túmulo e Daniela grava, falando que seria uma “homenagem” a uma amiga.

Eles tocam um funk de cunho sexual e o jovem que está sob o túmulo começa a dançar. As duas pessoas riem.

A defesa dos dois afirmou que a gravação foi feita “de forma impensada e sem nenhuma intenção em ofender e desrespeitar os mortos, tampouco seus familiares”. Os dois apresentaram publicamente pedidos de desculpa e afirmam que estão à disposição da Justiça. Os dois foram soltos após pagaram fiança.

A violação ao túmulo aconteceu no momento em que uma mulher velava um familiar próximo. A prisão aconteceu após várias pessoas verem o vídeo nas redes sociais e ligarem para a Polícia Civil.

Os policiais conseguiram identificar as pessoas que aparecem no vídeo e os prender enquanto trabalhavam. g1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chatOlá muito o
Olá muito obrigado estamos online Fale C
Jornalismo comprometido com a verdade, de forma ética e responsável. Um portal interativo, onde o leitor também tem vez e voz.