conecte-se conosco

famosos

FanFever: plataforma promete agitar mercado de monetização de conteúdo

Published

on

Só para ter uma ideia, cada produtor de conteúdo fica com 90% dos lucros, recebendo o devido reconhecimento para além de likes

O FanFever aparece num momento em que muitas celebridades e influencers já estão cientes que, para estarem ainda mais próximas dos fãs, precisam ir além das redes sociais convencionais e se jogar de cabeça nessa nova indústria do entretenimento personalizado. Fotos e Stories do dia a dia, vídeos de treinos e viagens, conteúdo sensual e todo o universo que permeia cada produtor de conteúdo hoje têm muito mais valor para os seguidores com o lançamento de plataformas de assinatura de conteúdo ao estilo pay-per-view.

E nessa ceara de conexão entre produtores de conteúdos e fãs, o FanFever ostenta a melhor taxa de transação do mercado neste ano de lançamento: cada produtor de conteúdo fica com 90% dos lucros, recebendo o devido reconhecimento pelas produções para além de likes e comentários da comunidade de Fans e os saques podem ser feitos diariamente.

Já de cara, o site que iniciou as atividades neste mês de julho já conta com vários produtores de conteúdo que buscam por essa conexão mais profunda com os Fans, assim como a liberdade de monetizar tempo e conteúdo em um site prático e seguro. Um dos grandes diferenciais apontados é o suporte 24 horas que auxilia em qualquer problema ou dúvida, traz dicas e insights, dando muito mais segurança e transparência para a audiência.

Como é possível monetizar a audiência dentro do FanFever?
A plataforma possui funcionalidades similares as das redes sociais mais famosas. O produtor pode postar Stories, fotos e vídeos, com a principal diferença de que é possível publicar esses conteúdos em modalidades gratuitas ou pagas.

Os conteúdos pagos possuem duas opções de aquisição e, em todas elas, o produtor tem total autonomia de definir os valores que deseja cobrar:

1 – Assinatura: o seguidor adquire acesso ao combo de conteúdos exclusivos para assinantes e é feita uma cobrança mensal no valor da assinatura para manutenção do acesso.

2 – Venda avulsa: o seguidor paga um valor único para adquirir acesso apenas a um conteúdo específico (vídeo ou foto) ou a um pack de conteúdos selecionados pelo produtor.

As vendas de conteúdo avulso podem ser feitas de duas formas:

Conteúdo publicado no perfil: o conteúdo ficará disponível para ser comprado por qualquer pessoa que acessar o perfil do produtor.
Venda de conteúdo por Mensagem Privada: o conteúdo é enviado e fica disponível para compra por Mensagem Privada. Pode ser enviado para um seguidor, para uma lista de seguidores selecionados, para seguidores com assinaturas ativas no perfil, para seguidores com assinaturas canceladas ou para todos os seguidores do perfil ao mesmo tempo.
Além das opções de conteúdo pago, os produtores de conteúdo podem cobrar por Mensagem Privada recebida. Ficando a critério de cada um deixar a funcionalidade gratuita para todos os seguidores ou estipular um preço para que o usuário envie uma Mensagem Privada. Essa opção também pode ser desativada do perfil caso o produtor não deseje receber Mensagens Privadas.

Conheça o conteúdo de Lari Wambier
Quanto é possível faturar no FanFever?
O teto de lucros é ilimitado e dependerá de alguns fatores relacionados ao produtor de conteúdo:

1 – Tamanho da audiência (número de seguidores).
2 – Qualidade e frequência do conteúdo publicado.
3 – Divulgação do FanFever para a audiência.
4 – Quantas plataformas o produtor direciona a audiência.

Alinhando esses quatro fatores principais, os lucros podem ser altíssimos! Analisando o mercado de sites por assinatura, a média de conversão varia de 0,5% a 5% do total de seguidores, isso pode orientar quanto ao potencial de lucro nesse seguimento do mercado.

Considerando uma assinatura de R$ 30 (valor médio), para um influenciador que alinhe os quatro pontos acima os lucros podem chegar aos seguintes valores:

100 mil seguidores = R$ 13.500 por mês (Convertendo 0,5% da audiência)
100 mil seguidores = R$ 27 mil por mês (Convertendo 1% da audiência)

Isso, claro, é uma projeção. Mas com 90% de taxa, tendo um conteúdo de qualidade e divulgando certinho, no FanFever o potencial de cada produtor faturar mais é maior que em qualquer outro site.

A taxa de conversão do FanFever é melhor que a da concorrência?
A tecnologia em transações do FanFever é mais rápida e mais segura para o cliente, diante da expertise da empresa por trás da plataforma. Empresa de tecnologia, com 25 anos no mercado, que criou soluções próprias para análise de fraudes – o que garante menores taxas de estorno e maior taxa de aprovação de compras -, além de trabalhar diretamente com as principais bandeiras de cartões para aprovação mais ágil de pagamentos e recorrência na cobrança de assinaturas.

Problemas das plataformas nacionais atuais:

Processo de cobrança complicado, lento e pouco eficiente na recorrência automática.

Solução do FanFever:

– Garante que os clientes tenham pagamentos aceitos com maior facilidade.
– Taxa de aprovação de compras superior em 12%.
– Taxa de eficiência na renovação de assinaturas superior em 13%.

Essa análise é feita pelas bandeiras de cartão de crédito. A tecnologia de cobrança se mostrou muito mais eficiente, tanto na hora do impulso da primeira assinatura, aprovando muito mais transações, quanto na renovação automática da assinatura, tendo muito mais sucesso de renovação e menos cancelamentos automáticos.

Outros pontos que ajudam na conversão:

1 – Simplicidade no processo de compra e assinatura:

O FanFever tem o sistema de assinatura mais simples e descomplicado do mercado. E apesar do site ser novo, o processo de assinatura e compra já foi validado com enorme sucesso em duas plataformas ativas há mais de 10 anos no Brasil, responsáveis pelo processamento de milhares de transações por dia.
2 – Diversas opções de pagamento modernas e amigáveis aos brasileiros:

Pix, cartão de crédito, boleto etc.
3 – Agilidade na aprovação das transações:

Aprovação e liberação do acesso em segundos por contar com comunicação direta com as principais bandeiras de cartões.
4 – Maior eficiência na cobrança de assinatura recorrente:

Um dos maiores problemas é o cancelamento da assinatura automática dos assinantes. Isso ocorre, pois a plataforma não consegue cobrar automaticamente no cartão do assinante e isso faz com que, após uma ou duas tentativas, a assinatura seja cancelada.
5 – Baixíssima taxa de estornos e sistema próprio antifraude:

Menos erros nas tentativas de assinatura e mais eficiência contra ações fraudulentas.
As plataformas concorrentes utilizam soluções prontas de mercado para análise antifraude enquanto o FanFever utiliza uma solução própria antifraude, desenvolvida nos 10 anos de experiência de mercado e milhões de transações efetuadas com sucesso. O site possui todas as certificações e comunicação direta com as processadoras, garantindo muito mais eficiência na cobrança.

O problema de utilizar soluções prontas de mercado para análise antifraude é que muitos usuários acabam não conseguindo assinar por ter cartão de crédito rejeitado. Mesmo tendo limite e cartão liberado, o sistema enlato utilizado por essas plataformas não é adaptado 100% para o mercado adulto, bloqueando e impedindo que muitos seguidores consigam adquirir saldo nas plataformas por problemas no pagamento.

É por isso que a maioria das assinaturas são feitas por Pix, porque os usuários que desejam fazer por cartão encontram dificuldades. Além do Pix, que já é uma opção, usuários do FanFever conseguirão utilizar cartão de crédito sem problemas, garantindo assim que assinaturas fiquem recorrentes.

Conheça o conteúdo de Alana Gelmi
OnlyFans x FanFever: o FanFever é especialista em público brasileiro
Quando o assunto é a comparação com os concorrentes internacionais, a discrepância é ainda maior. Os concorrentes internacionais são baseados no mercado norte-americano e se tratando do mercado brasileiro, a taxa de conversão cai drasticamente por diversos fatores:

A conversão da moeda de dólar para real causa receio e falta de confiança nos clientes.
É utilizado um sistema antifraude não regionalizado, o que faz com que potenciais clientes sejam bloqueados por suspeita de fraude.
A regionalização de uma empresa internacional faz com que as processadoras diminuam o score de aprovação de cartões.
Estima-se que não ter um perfil em uma plataforma brasileira para venda de conteúdos diminui em até 60% o potencial de conversão dos seguidores, devido aos fatores acima. E das plataformas nacionais disponíveis, o FanFever é definitivamente a melhor opção em relação à conversão de assinantes.

Resumindo: o processo de assinatura e vendas deles para o mercado brasileiro é muito menos eficiente que o nosso. Para cada assinatura que você ganha, diversos outros seguidores não conseguem assinar por ter cartão rejeitado, por não encontrar um método de pagamento que confie, por acharem suspeito o pagamento na hora que a conversão da assinatura em dólar é feita (eles veem $5 e, quando vão fazer a compra, é convertido para 25/30 reais, eles não entendem e desistem), as compras não são aprovadas porque o sistema não regionalizado de cobranças bloqueia, e muito mais.

A expertise da equipe por trás do FanFever em diversos aspectos, sobretudo nessa parte de cobrança, torna a plataforma uma máquina sem igual na conversão e manutenção de assinaturas.

Por que esses pontos são tão importantes? Porque isso permitirá que os seguidores e fãs brasileiros dos produtores consigam adquirir acesso aos conteúdos pagos e efetuar assinaturas com mais agilidade e privacidade. Muito mais rápido, muito mais seguro, isso é FanFever.

Conheça o conteúdo de Ericia Micarelli
Cada um faz o FanFever do jeito que deseja
Na plataforma, os produtores de conteúdo têm autonomia e liberdade para postar conteúdos que desejam, encontrando a melhor forma de se conectar aos fãs e alcançar a tão desejada autonomia financeira.Principais vantagens para o produtor de conteúdo:
Padrão – Menor taxa do mercado brasileiro.
90% da receita para o produtor de conteúdo.
10% para a plataforma (taxa de intermediação de pagamentos).
Resgate de valores 24 horas por dia e recebimento na conta em até 30 minutos.
Transferências de resgates disponíveis em sábados, domingos e feriados.
Suporte ágil e humanizado 24 horas por dia – por meio de chat on-line e e-mail.
Plataforma focada na experiência do performer.
Ferramentas para facilitar a organização da rotina de atualizações do produtor.
Novas atualizações todo mês e canal aberto para solicitações de ferramentas.
Campanhas, promoções e premiações para produtores que se destacam.
Workshops, eventos e conteúdos focados na otimização de vendas.
Menor taxa de estornos.
Mais recorrência na assinatura por cartão de crédito.
Principais vantagens para o Fan:
Alta segurança e privacidade de dados.
Chat aberto para conversar com os produtores.
Pagamento ágil e com métodos de aprovação imediata (Pix, cartão de crédito e PicPay).
Possibilidade de assinatura de fanclubs ou compra de conteúdo avulso.
Acesso fácil a todos os perfis assinados.
Suporte rápido 24 horas por dia – por meio de chat on-line e e-mail.
Plataforma focada na otimização da experiência do usuário.
Possibilidade de comprar conteúdo personalizado por Mensagem Privada.
Facilidade no pagamento e cobrança recorrente de assinaturas por cartão de crédito.

Confira as últimas notícias e atualizações do Rio Grande do Norte no Blog Alex de Olho nas Notícias. Com sede em Carnaubais, Alex traz para você o melhor das notícias locais desde 2018. Nosso compromisso é com o jornalismo verdadeiro, ético e responsável. Além disso, nosso portal é interativo, dando voz aos leitores.”

Continue lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

famosos

Jovem descobre que noiva com quem se casou era homem.

Published

on

Um indonésio de 26 anos descobriu que a noiva com quem se casou era, na verdade, um homem. O noivo, identificado como AK, suspeitou da parceira porque ela evitava intimidade.

AK se casou com Adinda Kanza e acreditava que ela era uma mulher, no entanto, se tratava de um homem que gostava de crossdressing, que a prática de se vestir com roupas do gênero oposto. As informações são do Extra.

Os dois se conheceram por meio do Instagram. Após o relacionamento evoluir afetivamente, decidiram se casar. A cerimônia foi em 12 de abril. O farsante, após a revelação, contou que se casou para roubar os bens da família.

A então esposa evitava intimidade e dizia estar menstruada e que não se sentia bem. Ela ainda usava um niqab muçulmano, um peça que cobre parte do rosto, relacionado à fé islâmica.

AK descobriu a farsa ao se encontrar com os pais da noiva. Ele descobriu o endereço de ambos e os procurou. O casal contou que a noiva fazia crossdressing desde 2020.

ESH, que se passou por noiva, foi presa na Indonésia com a descoberta da mentira. O casamento foi anulado. Metrópoles

Nossa.

Continue lendo

famosos

Atriz é submetida a cirurgia após brinquedo sexual ‘desaparecer’ dentro dela

Published

on

Durante o primeiro encontro sexual com um parceiro, Alicia Davis passou por uma experiência bizarra.
O drama da popular estrela pornô de Gold Coast (Austrália) começou quando o brinquedo sexual que eles usavam na cama “desapareceu” repentinamente.

“Decidimos usar um plug anal durante o sexo, quando de repente parecia que ele tinha caído de dentro de mim”, disse ela ao “News.com”. “Então paramos e coloquei minha mão ali para descobrir que ela havia sumido. Começamos a puxar as colchas e os travesseiros da cama, procurando por aquilo embaixo da cama, mas não o encontramos em lugar nenhum”, acrescentou a australiana de 32 anos.

Alicia, que se descreveu como uma usuária “experiente” do apetrecho por causa da sua profissão, contou que, após fazer um exame interno, percebeu que o plug estava dentro do seu corpo.

Depois de várias tentativas fracassadas de remover o acessório, ela decidiu ir ao hospital, onde os médicos realizaram um raio-X e confirmaram que estava dentro do corpo.

“No hospital, duas pessoas tentaram retirá-lo, mas não conseguiram”, detalhou a estrela do entretenimento adulto. “As enfermeiras me disseram que eu precisaria ser anestesiada para a cirurgia, para que meu corpo ficasse relaxado o suficiente para que pudessem removê-lo. Disseram que levaria apenas cinco minutos para ser concluído, porém o hospital acabou ficando tão lotado que não consegui fazer a cirurgia imediatamente, então esperei dois dias inteiros na cama do hospital com ele perdido dentro de mim”, completou ela, que documentou o calvário nas redes sociais.

O plug acabou finalmente removido em cirurgia. O médico que cuidou da australiana perguntou se Alicia queria ficar com o acessório, mas ela se recusou, alegando ter vários deles em casa.

O incidente teve um efeito na sua vida sexual: a atriz, que já foi carcereira, “levou meses” para experimentar brinquedos novamente.

“Usei um pela primeira vez desde a cirurgia outro dia e fiquei apavorada. Estou muito mais cuidadosa hoje em dia”, finalizou.

Continue lendo

famosos

Viúva de Anderson Leonardo expressa revolta com memória do artista: “Falar de legado é facil”

Published

on

Viúva de Anderson Leonardo expressa revolta com memória do artista: “Falar de legado é facil”
© Instagram/Paula Cardoso
Paula Cardoso, a viúva de Anderson Leonardo (1972-2024), se manifestou em meio à batalha judicial entre os herdeiros do artista e os integrantes do Molejo. No Instagram, a empresária lamentou “tanta sujeira” e a falta de lealdade com o legado do cantor. “É muito fácil da boca pra fora”, escreveu ela.

Mossoró: Carros antigos não vendidos agora quase grátis – Ver lista
Carros antigos I Links Patrocinados
Mossoró: Carros antigos não vendidos agora quase grátis – Ver lista
Publicidade
“É muito triste ver que tudo que você mais amou na vida está se perdendo no meio de tanta sujeira, sujeira essa que você também sempre soube, mas você sempre pensou mais nos outros que em você!”, declarou Paula, numa publicação em que aparece ao lado de Anderson.

“Desculpe pelo choro hoje não ser só de saudade, mas sim de revolta com tudo que está acontecendo. E te prometo que pela nossa ‘Alice’ que o que depender da minha força e disposição irei lutar pra seguir com tudo que você sempre sonhou, com honestidade, com caráter, com respeito e, principalmente, amor pela música que aprendi a admirar graças a você!!!”

Em seguida, Paula Cardoso alfinetou os integrantes do Molejo por não honrar à memória do pagodeiro: “Falar de legado é muito fácil da boca pra fora. Legado também é ser leal àquilo que era de vontade, tendo empatia e respeito, principalmente com o homem que conseguiu vencer sozinho sem passar por cima de ninguém! Posso até não conseguir, mas irei tentar até o fim fazer com que você se orgulhe do seu verdadeiro legado!”.

Mossoró: Carros antigos não vendidos agora quase grátis – Ver lista
Carros antigos I Links Patrocinados
Mossoró: Carros antigos não vendidos agora quase grátis – Ver lista
Publicidade
Homenagem familiar
Nos comentários da publicação, o público avaliou que parte da declaração se refere à música “Alice”, que teria sido escrita por Anderson para a netinha que estava prestes a nascer. A canção foi tocada no “Encontro” pelos integrantes do Molejo, sem mencionar que a homenagem era dedicada à filha do ex-vocalista.
“Espero que fique tudo bem e todos sigam em paz e honrando o legado que o Anderson deixou. Entendo demais a chateação da Paula, mas desejo que tudo fique bem”, escreveu uma internauta. “Meu Deus. Quanto desrespeito à memória do Anderson Leonardo. Ele nunca imaginou tanta gente sem amor verdadeiro. Ele não está em paz”, avaliou outro perfil.

Outra confusão danada
Os integrantes do Molejo estariam impedidos de usar a marca do grupo de pagode após imbróglio com os herdeiros de Anderson Leonardo, que são responsáveis pela atual administração da banda e pelo registro da marca no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

A confusão teria começado depois de que os músicos notificaram a empresa Molejo Produções e Eventos Eireli que não têm mais interesse nos serviços do grupo. No documento, eles afirmam que seguirão cumprindo o contrato até uma data estipulada, e posteriormente os compromissos agendados seriam cobertos por outra administração.

Porém, os músicos foram notificados que não poderão utilizar a marca Molejo em apresentações que não forem agendadas pela empresa dos herdeiros. Apesar da informação, eles continuam se apresentando pelo Brasil com o nome oficial, que é uma marca já conhecida pelos fãs.

Continue lendo

home