Justiça da Espanha decide que homem pode andar nu pelas ruas

A Justiça da Espanha anulou nesta sexta-feira (3) todas as multas de um homem de 29 anos que apareceu pelado em diversas ruas da cidade de Aldaia, na região de Valência. Alejandro Colomar, o nudista em questão, chegou a ir a um tribunal sem roupas.
O tribunal regional que tomou a decisão reconheceu que há um “vácuo legal” na lei espanhola em relação à nudez pública.

Nenhuma lei local em Aldaia proíbe o nudismo —só seria possível punir Colomar usando uma lei que proíbe “atos de exibicionismo obsceno”. Colomar “limitou-se a permanecer ou a circular nu em horários diferentes em duas ruas distintas de Aldaia”, diz o tribunal na decisão. O seu comportamento não implicou uma “alteração da segurança cidadã, da tranquilidade ou da ordem pública”.

Colomar foi filmado chegando ao tribunal usando apenas um par de botas de caminhada antes de receber ordens de vestir mais roupas para entrar no prédio. No julgamento, ele argumentou que as multas violavam seu direito à liberdade ideológica.

Ele disse que começou a se despir em público em 2020 e recebeu mais apoio do que insultos ao andar nu, embora já tenha sido ameaçado com uma faca.

De pé em sua moto , ele afirma que a multa não faz sentido: “Eles me acusaram de exibicionismo obsceno. Segundo o dicionário, isso implicaria uma intenção sexual e não tem nada a ver com o que eu estava fazendo”, disse.

Ele explicou que começou a aparecer nu em público após uma discussão com uma mulher. No meio do bate-boca, ele tirou a camisa. Colomar disse que ela não poderia fazer a mesma coisa, não por culpa dela, mas da sociedade. Por isso, ele começou a ficar nu.

A nudez pública é legal na Espanha desde 1988. Qualquer um pode andar pelado em uma rua sem ser preso, mas em algumas regiões, como Valladolid e Barcelona, têm suas próprias leis para regulamentar o nudismo, especialmente longe da praia.

Uma outra região, Cádis, liberou o nudismo em suas praias urbanas no ano passado.

Alex123

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *