Marília Mendonça ainda lidera e fatura como fenômeno sertanejo dois anos após sua morte

Aos 26 anos, Marília Mendonça, a “Rainha da Sofrência”, figurava como um dos maiores nomes do sertanejo – e, mesmo após sua morte, continua liderando rankings e embalando tristezas, decepções amorosas e momentos alegrias dos fãs. Em 2021, Marília foi a segunda artista mais ouvida do País.

Em 2022, a artista ficou 28 semanas no 1º lugar do Spotify nacional. E agora, em 2023, além de ter sido a primeira brasileira a alcançar 10 bilhões de reproduções na plataforma, não sai da playlist “Top 50 Brasil”, que mostra os sucessos mais ouvidos pelos brasileiros.

Marília Mendonça, que tornou-se uma das mais bem pagas do sertanejo enquanto estava viva, faturava cerca de R$ 10 milhões mensais. Entretanto, um ponto interessante é que a cantora não parou de faturar mesmo após a morte.

O motivo? As composições deixadas pela pela artista continuaram explodindo nas principais plataformas de streaming e rendendo muita grana. (Foto: Will Dias)

Revista Ceará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *