Mistério em Patu-RN: menina de 15 anos está desaparecida e cunhado assumiu que deu carona; suspeito foi depor acompanhado de advogados

Mistério em Patu-RN: menina de 15 anos está desaparecida e cunhado assumiu que deu carona; suspeito foi depor acompanhado de advogados

Uma menina de 15 anos saiu de casa, em Patu-RN, no sábado e até essa data, 48 horas depois, ainda não deu notícias à família.
Preocupada, a mãe procurou a Polícia Militar, que rapidamente buscou câmeras de vigilância de comércios e residências espalhadas na cidade e conseguiu informações valiosas para entregar à Polícia Civil, que toma conta das investigações a partir de agora após fundada suspeita de que houve crime contra a vida da moça.

Segundo informações da Polícia Militar de Patu, o corpo de Emilly ainda não foi achado, nem mesmo há evidências se está viva ou morta.

Soubemos também que o cunhado da menina estava a todo tempo ao lado dos policiais mas só resolveu falar que deu carona à moça após várias horas de trabalho de busca por imagens de câmeras de TV. Wagner Dantas disse que deixou a garota em um local ermo mas não detalhou o motivo.

O Sargento Rondes, responsável pela equipe da PM que estava a todo tempo com os familiares de Emilly, contou que sua GU descobriu ainda que o suspeito foi a um posto de combustível na cidade e abasteceu um tambor com gasolina, situação que também que não conseguiu explicar aos policiais.

Tão logo o cerco foi se fechando, Wagner tramou dizer também que no horário do desaparecimento de Emilly ele se encontrava com ‘um amante’, versão que foi desmentida pela pessoa mencionada.

Ainda de acordo com à Polícia Militar, após dizer aos policiais que havia dado carona à cunhada, Wagner Dantas foi levado para ser ouvido pela autoridade policial competente, delegacia local, mas toda a oitiva está sendo acompanhada por dois advogados. A polícia acredita que o suspeito vai ficar em liberdade já que ainda não há corpo (vítima) nem evidências de onde a polícia possa encontrar Emilly Félix, 15 anos.

A delegacia de Polícia Civil foi cercada por moradores revoltados com uma possível suspeita que recai sobre Wagner Dantas.

Até o momento o suspeito não conseguiu emplacar nada que sustente sua idoneidade neste caso bárbaro e que ainda é um mistério.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *