Mulher morta a tiros na frente do filho postou vídeo fazendo sinal de facção.

A mulher que foi executada após ter a casa invadida na madrugada desta sexta-feira, 23, no bairro da Massaranduba, na Cidade Baixa de Salvador, transmitiu uma live no Instagram e no vídeo fez sinal que seria de uma facção criminosa que domina alguns bairros da capital baiana.

Erica Lorena Rabelo dos Santos, de 27 anos, aparece no vídeo [abaixo] em uma festa com outras mulheres e fazendo o sinal com a mão que é uma saudação utilizada por um grupo criminoso.

Enquanto a jovem faz provocações, integrantes de outra facção entram na live e começam a responder com ameaças. “Vai morrer todo mundo com a roupa do corpo”, rebate um. Durante a gravação do vídeo, Lorena aparece na companhia de outras mulheres que não foram identificadas. Mesmo com as ameaças, a vítima e as mulheres continuam com as provocações.

Após o vídeo viralizar em grupo de troca de mensagens, a mulher teve o imóvel invadido e terminou sendo morta.

Além de Erica, o companheiro dela, Everton Silva Araújo, também terminou sendo morto pelo grupo criminoso. De acordo com a polícia, Everton estava escondido debaixo da cama, mas foi localizado pelos assassinos. O filho de Erica, de apenas 6 anos, também estava no imóvel, mas não foi atingido pelos disparos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *