Ônibus do Fortaleza é apedrejado por torcedores do Sport

O ônibus que levava a delegação do Fortaleza foi apedrejado após o empate da equipe contra o Sport, pela Copa do Nordeste, nessa quarta-feira (21). O ataque foi feito por torcedores da equipe do Recife na saída da Arena Pernambuco e terminou com seis jogadores feridos, que precisaram ser encaminhados ao hospital. Em campo, Sport e Fortaleza acabaram empatando em 1 x 1. A informação é do Metrópoles.

Em nota divulgada pelo Leão do Pici, os jogadores Titi, Brítez, João Ricardo, Sasha, Dudu e Escobar foram atingidos e precisaram ser encaminhados ao Real Hospital Português, no Recife.

Em vídeos publicados pelos próprios jogadores é possível ver os danos causados pelo ataque: estilhaços dos vidros quebrados sob as poltronas do ônibus, além de jogadores e assentos ensanguentados. Marcelo Paz, CEO do Fortaleza, e o presidente do clube, Alex Santiago, acompanharam os jogadores feridos, os demais retornaram ao hotel.

O CEO do Leão do Pici foi uma das pessoas que registrou o resultado do ataque.

“Atingiram nossos jogadores. O Dudu está aqui sangrando. Isso é um absurdo. Não cabe mais no futebol brasileiro. Estamos todos revoltados aqui”, publicou Marcelo Paz em sua publicação.

Tanto o Fortaleza quanto o Sport fizeram a publicação de notas repudiando o ocorrido. Yuri Romão, presidente do Sport, foi prestar apoio à delegação do tricolor.

Confira a nota do Fortaleza sobre o ocorrido:

“Atualização sobre a situação médica dos atletas do Fortaleza após ataque ao ônibus do clube. O ônibus da delegação do Fortaleza, que embarcava atletas, comissão técnica, staff e diretoria, foi atacado por bombas e pedras por torcedores do Sport na saída da Arena de Pernambuco após o jogo pela Copa do Nordeste.

Após o ocorrido, a delegação foi levada rapidamente e diretamente ao hospital mais próximo de Recife. Seis jogadores foram atingidos: o goleiro João Ricardo foi ferido com um corte no supercílio e o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar sofreu uma pancada na cabeça, um corte na boca e um outro corte no supercílio.

O lateral-direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, e o volante Lucas Sasha foram feridos com estilhaços de vidro e tiverem que conter sangramentos. João Ricardo e Gonzalo Escobar passaram por suturas, procedimento de recebimento de pontos cirúrgicos.

O lateral-esquerdo também irá realizar exames de tomografia na cabeça, mas está bem e consciente. Os demais atletas passarão por cuidados médicos para a retirada de estilhaços de vidro pelo corpo. Seguimos no aguardo de novas atualizações e, neste momento, estamos dando às devidas assistências aos componentes de toda delegação”.

Veja o posicionamento do Sport com relação ao acontecido:

“O Sport Club do Recife repudia veementemente os atos de violência praticados contra o ônibus da delegação do Fortaleza Esporte Clube na saída da Arena de Pernambuco após a partida desta quarta-feira.

Os absurdos atos de violência não condizem com a real conduta e comportamento da torcida rubro-negra, tampouco com os valores do Clube – que sempre irá abominar esse tipo de postura. O presidente Yuri Romão, o executivo André Figueiredo, o coordenador técnico Ricardo Drubscky e a equipe médica do Clube já estão com delegação do time cearense, prestando apoio e todo o suporte necessário. O Sport também já se colocou à disposição para ajudar na apuração dos fatos e as investigações, buscando identificar os envolvidos nesse ato criminoso”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *