Operação Nexum: MPDFT denuncia Jair Renan por lavagem de dinheiro,

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou Jair Renan Bolsonaro (foto em destaque) pelos crimes de lavagem de dinheiro, uso de documento falso e falsidade ideológica. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo e confirmada pelo Metrópoles. À Justiça caberá aceitar, integral ou parcialmente, ou rejeitar as acusações apresentadas pelos promotores.

O filho 04 do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) era investigado no âmbito da Operação Nexum, deflagrada em agosto pela Delegacia de Repressão à Ordem Tributária do Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (DOT/Decor), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

O processo corre em sigilo desde o fim das investigações. Contudo, à época da operação, a coluna Na Mira revelou que o inquérito policial apontava a existência de uma associação criminosa cuja estratégia era obter vantagens econômicas indevidamente.

O principal alvo da operação e mentor do esquema investigado era Maciel Carvalho. Ele foi empresário de Jair Renan e colecionava registros criminais por falsificação de documentos, estelionato, formação de quadrilha, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa, uso de documento falso e disparo de arma de fogo.

A estratégia do grupo envolvia a inserção de nomes de testas de ferro ou laranjas para ocultar o verdadeiro dono de empresas de fachada ou fantasmas, usadas por Maciel e comparsas dele nas atividades ilícitas.

Pense numa família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *