Salatiel é condenado após “atitude homofóbica” e pagará danos morais

O apresentador e pré-candidato a prefeito de Parnamirim, Salatiel de Souza (União Brasil), foi condenado ao pagamento de indenização por danos morais após ser processado por um representante de uma empresa que faz merchandising em seu programa, na TV Tropical.

Conforme o processo, o réu fez piada com a orientação sexual do autor da ação.

O representante é identificado na ação como Vigtongleuson Barreto Dantas da Silva. Ele apresenta diariamente, durante o programa comandado por Salatiel, os produtos e promoções de uma empresa que comercializa peças automotivas.

De acordo com a ação, em uma dessas idas de Vigton ao estúdio da TV, Salatiel teria perguntado: “a moça já chegou?”, referindo-se especificamente ao autor.

“Oportuno mencionar que o réu, em seguida e no mesmo vídeo, indubitavelmente se refere novamente ao demandante, pois na sequência diz: ‘a moça de auri?’, e por fim arremata em tom de zombaria se dirigindo à equipe presente no estúdio: ‘é, é uma moça’”, explica o juiz na sentença.

O processo tramita no 3º Juizado Especial Cível da Comarca de Natal e resultou na condenação de Salatiel de Souza, no final de 2022, ao pagamento de indenização no valor de R$ 4.000. A defesa do apresentador recorreu e o processo segue tramitando na justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chatOlá muito o
Olá muito obrigado estamos online Fale C