Tirullipa é acusado de tentar fugir de ação na Justiça

O comportamento de Tirullipa na última edição da Farofa da Gkay ainda está rendendo consequências na Justiça. A novidade do momento tem a ver com a citação do artista no processo movido pela drag queen Halessia. Isso porque o humorista foi citado, mas alega que o procedimento seria inválido.

Nós vamos explicar. Nos autos ao qual a coluna da Fábia Oliveira teve acesso com exclusividade, Tirullipa afirmou que residiu no Ceará, mas que se mudou para a cidade de São Paulo. Deste modo, frisou que a citação não deve ser considerada, sendo declarada nula pelo juiz, que deve lhe conceder um novo prazo para apresentar sua defesa.

Acontece que Halessia logo tratou de retrucar as afirmações de Tirullipa. Os representantes legais da artista disseram que o pedido de nulidade do filho de Tiririca é apenas uma tentativa desleal para adiar o andamento do processo. Um indicador de que o humorista estaria tentando fugir da ação é o fato de que o endereço utilizado para citação foi retirado de contratos sociais (o documento central) de empresas em que ele é sócio.

Além disso, Tirullipa apresentou uma data como sendo a de sua suposta mudança, mas existem documentos de contratos apresentados pela equipe de Halessia que indicam que o próprio comediante citou outro endereço como sendo o seu em datas que eram posteriores à tal mudança. Logo, para a autora da ação, a história contada não fecha.

Para complicar ainda mais a situação, Halessia chamou atenção para o fato de que o “aviso de recebimento com a citação” foi recebido sem qualquer apontamento. Ou seja, não foi documentada, no momento da entrega, qualquer ressalva de que o destinatário (Tirullipa) havia se mudado ou que estava ausente. Diante disso, com base na própria lei, a citação seria válida.

E esse, por sua vez, foi o pedido feito: que a citação tenha sua validade reconhecida, e o processo continue seu caminho. O documento com a manifestação de Halessia data do dia 15 deste mês. Até agora, nenhuma decisão foi tomada pela Justiça.

Relembre o caso envolvendo Tirullipa

O humorista Tirullipa foi processado pela drag queen Halessia, que afirma ter tido a sunga abaixada por ele na frente de várias pessoas na Farofa da Gkay. O evento aconteceu entre os dias 5 e 7 de dezembro do ano passado. Na ocasião, o filho de Tiririca foi expulso da festa após puxar o laço do biquíni da atriz e cantora Nicole Louise e de outras convidadas.

“Eu abri um processo contra esse caso que aconteceu lá na Farofa porque eu não podia deixar isso passar em branco, porque alguém que comete isso uma vez e passa em branco vai cometer outras vezes”, disse Halessia na época.

Halessia disse que se sentiu constrangida com a situação. “Imagina você estar na frente de mais de cinquenta pessoas com celular apontado para você, que você não sabe se estão gravando Stories, lives, vídeos, não sabe o que tá acontecendo. Pessoas que você conhece, pessoas da mídia, e alguém vai lá e baixa sua sunga na frente de todo mundo? Foi o que aconteceu. Eu me senti muito lesado, muito constrangido. No dia eu fiquei bem mal. Tentei meio que levar na brincadeira, deixar de lado por não saber o que estava acontecendo, mas foi algo que me abalou”, contou.

96 FM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *