Cidades do interior contam com apenas 28% dos médicos do RN

O número de médicos ativos no Rio Grande do Norte está 25% abaixo da média nacional, segundo o levantamento Demografia Médica do Conselho Federal de Medicina (CFM). Isso significa que o Estado tem uma média de 1,91 médicos para cada grupo de mil habitantes, distante da média nacional de 2,56.

A OCDE, organização de desenvolvimento econômico intergovernamental, com 38 países participantes, estabeleceu que o ideal seria 3,5 médicos para cada grupo de mil habitantes. A deficiência na quantidade desses profissionais também gera desigualdade na distribuição pelos municípios. Dos 6.812 médicos que atuam no RN, apenas 28% está fora da capital.

A carência de profissionais médicos é uma reclamação antiga dos potiguares. O assunto já chegou a ser pauta de uma audiência da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal com o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) devido a falta em maternidades da Região Metropolitana. O centro da questão era a maternidade Leide Morais, na zona Norte da capital, que já teve atendimento paralisado por falta de profissionais obstetras no ano passado. De acordo com a administração da unidade, o problema já foi solucionado, pelo menos para o mês de fevereiro.

Com uma média de 1,91 médicos por mil habitantes hoje, o Rio Grande do Norte fica atrás de três estados nordestinos: Paraíba (2,17 médicos/mil habitantes); Sergipe (2,09); e Pernambuco (1,96). Dentro da região Nordeste, o estado potiguar fica à frente de Ceará (1,86); Alagoas (1,76); Piauí (1,76); e Maranhão (0,97). No cenário nacional, o RN ocupa a 17º colocação no ranking de estados com mais médicos proporcionais à população. O melhor estado nesse quesito é o Distrito Federal com 4,72 médicos para cada mil habitantes.

Tribuna do Norte

 


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *