Cinco pessoas são presas no primeiro dia da Operação Shamar de combate a violência contra a mulher no RN

O primeiro dia da Operação Shamar no Brasil resultou na prisão de cinco pessoas no Rio Grande do Norte. De forma nacional, a ação conjunta iniciada nesta segunda-feira (21) tem por objetivo combater a violência contra mulheres.

De acordo com informações da Polícia Civil, das cinco prisões, três foram efetuadas na Grande Natal, uma no município de Umarizal, na região Oeste potiguar e uma no município de Apodi.

Ainda entre os dados, foram registrados 24 boletins de ocorrências, 15 medidas protetivas de urgência solicitadas, 47 inquéritos policiais instaurados, 20 inquéritos policiais concluídos, 41 vítimas atendidas.

A Operação Shamar (palavra em hebraico que significa cuidar, guardar, proteger, vigiar, zelar) é uma ação nacional que ocorre no mês da conscientização pela defesa da mulher, o Agosto Lilás, e é desenvolvida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Em todo o país, a coordenação é da Diretoria de Operações Integradas e de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Diopi/Senasp), e conta com o apoio do Ministério das Mulheres (MM) e do Colégio de Coordenadores das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar dos Tribunais de Justiça Estaduais (COCEVID).

No Rio Grande do Norte, participam das ações ostensivas, de fiscalização, conscientização, educacional e de prevenção, a Polícia Militar, a Polícia Civil, através de delegacias distritais e das Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher (as DEAM), o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e Guardas Municipais. Mandados de prisão também estão sendo cumpridos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *