Familiares encontram peças de roupa que seriam da menina Emilly desaparecida em Patu-RN; Suspeito colocou suposto carro usado no crime à venda

De acordo com novas informações chegadas ao blog, encontraram uma calcinha, uma cueca, duas camisas e um fio sujo de sangue e duas camisas. O cunhado, Thallyson Vagner, apontado como o principal suspeito pelo sumiço da garota, pôs o suposto carro usado no crime à venda pela internet.

O CASO

A Polícia Civil investiga o caso de uma adolescente de 15 anos que está desaparecida desde a noite do último sábado (15), quando saiu de casa para encontrar a mãe em uma churrascaria na cidade de Patu, na região Oeste do Rio Grande do Norte. A família registrou o Boletim de Ocorrência no domingo (16).

De acordo com familiares, Emilly Roniclesia Porto Félix, de 15 anos, estava na casa onde mora, no bairro Fomento, e por volta das 20h saiu dizendo que iria encontrar a mãe na churrascaria.

Emilly não chegou ao local onde a mãe a esperava e não foi mais vista. “Ela foi até a casa da avó para pedir ao pai para levar ela até a churrascaria. Mas o pai não estava em casa. Então, ela saiu”, contou a tia, Ruth Félix.

No domingo (16) pela manhã, os familiares procuraram a delegacia da cidade para informar sobre o desaparecimento. Desde então, os familiares tentar localizar a adolescente e fazem buscas na região.

Na manhã desta terça-feira (18), familiares encontraram peças de roupas que seriam da vítima e acionaram a polícia e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

Segundo o delegado de Patu, Paulo Cesário, a corporação já tem um suspeito. “Localizamos o suposto suspeito, o conduzimos para a delegacia, para que o mesmo apresentasse a sua versão sobre os fatos, e estamos realizando diligências”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, não há elementos que justifiquem a prisão em flagrante ou o pedido de prisão preventiva do suspeito.

“Estamos fazendo tudo que está ao nosso alcance. Estamos em diligências e a resposta será dada. Mais cedo ou mais tarde apresentaremos os resultados dessas diligências”, afirmou o delegado.

Deixe um comentário