Morre homem que ateou fogo no corpo em protesto contra Alexandre de Moraes

O homem que ateou fogo no próprio corpo no canteiro central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), teve a morte confirmada pelo Hospital Regional da Asa Norte (Hran) nesta quinta-feira (02/02)

Natural de Botucatu, em São Paulo, o homem de 58 anos estava internado com ferimentos graves e não resistiu. O hospital e a polícia não divulgaram o nome do bolsonarista.

Testemunhas relataram que, antes de atear fogo no corpo, o homem gritou palavras de protesto contra Alexandre de Moraes e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele também citou o ditador nazista Adolf Hitler.


Publicado

em

por

Tags:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *