Paciente reverte bariátrica após chegar a 36 kg e ter anemia severa

Foto: Reprodução

Uma moradora do interior de São Paulo teve de reverter a cirurgia bariátrica pela qual tinha passado após desenvolver uma anemia severa. Ana Paula Santana da Cunha, de 42 anos, perdeu 60 quilos em um ano e seis meses, chegando a pesar 36 quilos.

A dificuldade para se alimentar, a magreza extrema e a incapacidade de seu corpo absorver vitaminas obrigaram a dona de casa a reverter a cirurgia, na segunda-feira (11/3), em um hospital de São José do Rio Preto, em São Paulo.

Em consequência da anemia, Ana Paula não era capaz de ficar de pé, não conseguia escrever e nem falar direito, necessitando de cuidadores. A alimentação da paciente era feita por meio de sopas e suplementos vitamínicos. “Era como se o meu estômago estivesse sempre cheio. Ele fermentava e, enquanto não vomitava, não passava o desconforto”, contou Ana.

A bariátrica que ela tinha feito era um bypass gástrico, procedimento que diminui o tamanho do estômago por meio de grampos.

Ela contou que as dificuldades começaram três meses após o procedimento. Ainda em 2022, ela se submeteu a três cirurgias para reverter as complicações, porém, os problemas não foram resolvidos.

“Passei por mais três cirurgias e nada do problema ser resolvido, porém o médico me dizia que da parte dele estava tudo certo, me aconselhou a procurar um psicólogo. Minha vida virou de ponta-cabeça. Fiquei desnutrida, perdendo peso, tive que me afastar do trabalho”, desabafa Ana.

Caso raro

O procedimento de reversão da bariátrica, principalmente por causa de uma anemia, é algo raro. O mais comum é que sejam realizadas revisões do procedimento após o paciente engordar ou surgir uma técnica mais nova.

Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *