PF investiga fraude de R$ 2,5 mi envolvendo servidores da Caixa

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (28) uma operação contra fraudes bancárias eletrônicas responsáveis pelo desvio de 2,5 milhões de reais entre janeiro de 2021 e março de 2022, com participação de funcionários da Caixa Econômica Federal.
Na ação, batizada de Usuário Bloqueado, foram cumpridos 30 mandados de busca e apreensão em três estados (Pará, Maranhão e São Paulo) e no Distrito Federal.

Também foram executadas ordens judiciais de apreensão e bloqueio de bens e valores, além do afastamento cautelar de cinco integrantes do banco supostamente envolvidos.

Segundo a PF, as investigações começaram após o recebimento de informações da Caixa sobre “indícios de fraudes praticadas por meio da alteração nas credenciais de acesso ao sistema realizadas por empregados do banco”.

As alterações permitiam que o grupo criminoso transferisse valores para contas bancárias de terceiros integrantes da organização. Até o momento, foram identificados 842 registros de ocorrência ilícita formalizados por clientes do banco.

Nas primeiras horas da operação, foram efetuadas três prisões em flagrante: duas por posse ilegal de arma de fogo e uma por posse de droga. Também foram apreendidos 33 mil reais em espécie e cinco veículos.

Deixe um comentário