conecte-se conosco

HOME

Suspeita de jogar ácido em mulher em saída de academia é presa no PR

Published

on

Foi presa na manhã desta sexta-feira (24/5) uma mulher suspeita de jogar ácido em Isabelly Aparecida Ferreira Moro, 23 anos, em uma rua de Jacarezinho (PR). A vítima saía da academia.

A jovem segue internada em estado grave.

Segundo a Polícia Militar, a mulher foi localizada após ela mesma acionar a polícia afirmando que estava sendo perseguida por quatro homens. Quando questionada sobre o motivo para a perseguição, ela não soube explicar.

A abordagem ocorreu por volta das 5h no pátio de um hotel. Os policiais acharam a situação suspeita e perguntaram à mulher se ela estaria envolvida no caso de Isabelly. Ela admitiu ter jogado o produto químico por ciúmes do ex-marido.

A mulher teria relatado aos PMs que, supostamente, Isabelly teria um relacionamento com o ex-companheiro da suspeita, que está preso.

Ataque filmado
De acordo com a Polícia Militar, a jovem teve queimaduras no rosto, no peito e na boca. No momento do ataque, ela ainda ingeriu parte do líquido, o que agravou o quadro de saúde. A jovem está internada no Hospital Universitário de Londrina (HU).

Câmeras de segurança registraram Isabelly momentos antes de ser atacada. Na cena seguinte, ela aparece pedindo ajuda.

Metrópoles

Confira as últimas notícias e atualizações do Rio Grande do Norte no Blog Alex de Olho nas Notícias. Com sede em Carnaubais, Alex traz para você o melhor das notícias locais desde 2018. Nosso compromisso é com o jornalismo verdadeiro, ético e responsável. Além disso, nosso portal é interativo, dando voz aos leitores.”

Continue lendo
Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

HOME

Caiu na NET: Pense num presente seu moço.

Published

on

Continue lendo

HOME

“Meu chão caiu”, diz pai de bebê que teve embalagem de bolo utilizada como máscara de oxigênio

Published

on

Gabriel Felipe da Silva, um bebê de apenas 3 meses, teve uma embalagem para bolo utilizada como máscara de oxigênio, no Hospital Municipal Aluízio Bezerra, localizado no município de Santa Cruz, na região Agreste do Rio Grande do Norte. O bebê deu entrada na unidade de saúde no sábado (8) com quadro de desconforto respiratório grave, além disso, apresentava sintomas de congestão nasal, febre, rinorreia, vômitos e diarreia. Na tarde desta terça-feira (11), o Hospital Infantil Varela Santiago, em Natal, informou que o bebê foi admitido pela equipe da UTI e está estabilizando.
O pai de Gabriel Felipe, Matheus Leopoldino, conversou com exclusividade com o TÁ NA HORA RN, da TV Ponta Negra, e explicou que o bebê recebeu atendimento por volta das 20h da noite do sábado, e encaminhado para a “sala vermelha”, que atende os serviços de emergência. “Quando a médica percebeu que ele estava piorando e que o oxigênio não estava servindo, ela adaptou, como todo mundo viu, uma tampa de embalagem de bolo. Então para mim, ali, quando eu vi, o meu chão caiu. Sinceramente, eu estava tentando ser forte pela minha esposa que já estava há dias sem dormir”, revelou pai.

“Não entendia porque aquilo estava acontecendo com o meu filho. Os hospitais negando ele”, lamentou Matheus Leopoldino.

Aliviado, Matheus agradeceu ao Hospital Infantil Varela Santiago por ter recebido Gabriel Felipe na unidade. “Eu sei que ali tem profissionais qualificados para cuidar dele. Sei que ali está bem cuidado”, afirmou

Ainda segundo o pai, Gabriel enfrenta vários problemas de saúde e necessita da utilização de uma bolsa de colonoscopia, tem hidrocefalia e alergia a proteína do leite. O leite para alimentar o pequeno Gabriel custa em torno de R$310 e a família necessita de ajuda, uma vez que apenas o pai mantém a casa financeiramente.

Você pode contribuir ajudando a família através do PIX: [email protected]

Continue lendo

HOME

Vídeo: Mulher é flagrada vestindo apenas lingerie em garupa de moto.

Published

on

Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra uma mulher vestindo apenas lingerie na garupa de uma moto. O caso ocorreu na cidade Ocidental, em Goiás.

O caso:

No vídeo, que foi gravado por um motorista e divulgado no Twitter, é possível ver a mulher de calcinha e sutiã.

Ela não estava usando o capacete, mas levava o acessório pendurado em um dos braços;

Vale informar que trafegar de moto sem capacete ou com vestimenta inadequada configura infração gravíssima, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro.

Em casos como esses, a penalidade para o condutor pode ser de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e uma multa no valor de R$ 293,47.

A legislação também prevê o recolhimento da moto e a suspensão do direito de dirigir do motorista.

Continue lendo

home