[VÍDEO] “Ele desceu direto para o inferno”, diz filho de advogada sobre morte do suspeito.

Ronald Teixeira, filho da advogada Andréia Teixeira, assassinada junto com o namorado na porta de casa na madrugada desta quarta-feira (28), se pronunciou após a morte do suspeito do crime na tarde desta sexta-feira (1°) após cerco da polícia.

“Primeiramente eu queria agradecer o trabalho da Polícia Civil como um todo, a delegado da DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa). E dizer que agora ele desceu direto para o inferno. Um cara desse é peso morto aqui na terra. Eu queria que ele tivesse dado esse tiro na cabeça antes de ter tirado a vida da minha mãe”, disse Ronald.
Émerson Carlos Pereira, ex-companheiro de Andréia, era o principal suspeito de matar a advogada e o namorado dela, Lenivaldo César de Castro. Ele morreu na tarde desta sexta-feira (1º) após ser cercado pela polícia em um posto de combustíveis em Emaús, na cidade de Parnamirim, na Grande Natal.

Em nota, a Polícia Civil, por meio da DHPP, diz que realizava uma operação para tentar prender o suspeito nesta sexta (1º). “Após localizar o suspeito, no bairro de Emaús, a Polícia Civil realizou um cerco e, durante a abordagem policial, Émerson Carlos tirou a própria vida com um disparo de arma de fogo”, afirmou a polícia, em nota.

Émerson estava de passageiro em um carro de aplicativo. Segundo a polícia, durante o cerco ele atirou no motorista, mas não conseguiu atingi-lo. Em seguida, se matou.

Deixe um comentário