Médicos do RN paralisam atendimentos de pronto-socorro a partir do dia 23

Sem receber salários desde o mês de março, os médicos da Cooperativa Médica do RN (Coopmed RN)  que prestam serviços para o Governo do Estado e para a Prefeitura de Natal decidiram, em assembleia realizada ontem (17) no Sinmed RN, paralisar os serviços de atendimento a partir da quarta-feira,  23 de agosto.

No último dia 9/8 foi realizada uma audiência de mediação na Justiça Federal e encaminhada uma pactuação entre Governo e Prefeitura para que fosse apresentado até o dia 16 o pagamento do mês de março e o cronograma de pagamentos dos meses seguintes. O que foi descumprido pelos órgãos.

Sem perspectiva de ter os seus salários recebidos, com um atraso de cinco meses, os médicos recorreram ao Sindicato dos Médicos do RN para realizar a assembleia e decidiram encaminhar uma nova solicitação ao Estado e a Prefeitura para uma resposta quanto ao pagamento, caso não seja efetuado até a terça-feira, na quarta-feira (23) todos os atendimentos de pronto-socorro serão paralisados.

As unidades de saúde que terão os serviços paralisados são o Hospital Santa Catarina, Maternidade Leide Morais, Maternidade Araken Irerê Pinto,  Hospital de Macaíba, Hospital de São José de Mipibu, Walfredo Gurgel e UPAs.

Visita

O Sinmed RN realiza hoje (18) uma visita de mobilização da categoria médica, às 11h, no hospital Walfredo Gurgel.

A intenção é conversar com gestores e médicos sobre a situação dos atrasos de pagamento e alertar sobre a paralisação dos atendimentos a partir do dia 23.

Fotos: Sinmed RN

Related posts

Leave a Comment